Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

Seis cursos da UFSM alcançam conceito máximo no Enade 2017

O Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) apresentaram nesta terça-feira (9), em Brasília, os resultados do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2017 e o Indicador de Diferença entre os Desempenhos Esperado e Observado (IDD). A UFSM teve seis cursos avaliados com o conceito máximo (nota 5). Os cursos que alcançaram o conceito máximo foram: Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Ambiental, Filosofia (Licenciatura), Letras – Inglês, Música (Licenciatura) e Sistemas de Informação.

Arquitetura passou por importantes mudanças estruturais desde a última avaliação

O curso de Arquitetura e Urbanismo foi o que registrou a maior evolução, saltando do conceito 3, obtido na avaliação de 2014, para o conceito 5. Para o coordenador do curso, professor Fábio Müller, o resultado reflete um trabalho continuado com ações em diferentes frentes, visando à melhoria do curso. Dentre as ações, ele cita a melhoria nas instalações físicas do curso, a elaboração de um novo Projeto Pedagógico, a reorganização dos estágios obrigatórios e não-obrigatórios e o desenvolvimento de projetos de pesquisa e extensão. “Toda a comunidade do curso de Arquitetura e Urbanismo está muito contente com esse resultado. Tínhamos grande expectativa de superar o desempenho anterior. E devemos esse resultado à responsabilidade e ao comprometimento dos nossos acadêmicos”, comemora Müller.

A UFSM também teve 23 cursos avaliados com conceito 4. No campus Santa Maria, alcançaram este conceito os cursos de Artes Visuais (licenciatura), Ciências Biológicas (bacharelado e licenciatura), Ciência da Computação (bacharelado), Ciências Sociais (licenciatura), Educação Física (licenciatura), Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Engenharia de Computação, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia de Produção, Física (licenciatura diurno e noturno), Geografia (licenciatura), História (licenciatura), Letras – Português (licenciatura), Matemática (licenciatura diurno e noturno), Química (licenciatura) e Tecnologia em Redes de Computadores. No campus Palmeira das Missões, o curso de Biologia (licenciatura) foi avaliado com o conceito 4.

Para o reitor, Paulo Afonso Burmann, os dados do Enade 2017 indicam um resultado positivo para a UFSM, refletindo os esforços da Universidade em prol da melhoria dos seus índices: “Os desafios seguem presentes em todas as ações que estamos desenvolvendo, no sentido de qualificar ainda mais os conceitos dos cursos”. Em relação aos cursos que obtiveram conceitos inferiores (notas 2 e 3), Burmann informa que os dados serão analisados pela Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) e pela Comissão Própria de Avaliação (CPA), visando à identificação das causas dos índices negativos e ao encaminhamento de  possíveis soluções para a melhoria dos conceitos.

O reitor ainda observa que a nota do Enade é apenas um dos indicadores responsáveis pela avaliação dos cursos no Brasil: “Este é um componente importante, mas não é o único para definir o conceito final”. Para a composição do Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC), também são considerados o Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD), que mede o valor agregado pelo curso ao desenvolvimento dos estudantes concluintes, e o Conceito Preliminar de Cursos (CPC), que combina diferentes aspectos relativos aos cursos de graduação, como o desempenho dos estudantes, o valor agregado pelo processo formativo oferecido pelo curso, corpo docente e condições oferecidas para o desenvolvimento do processo formativo.

Nesta quinta-feira (11), o Inep deve disponibilizar os Relatórios específicos de Curso e Instituições de Ensino Superior (IES). Já a divulgação do Conceito Preliminar de Curso (CPC) e do Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC) está prevista para o mês de novembro.

Sobre o Enade 2017 –  O Conceito Enade é um indicador calculado a partir dos desempenhos dos estudantes concluintes dos cursos de graduação. A avaliação é realizada pelo Inep anualmente; no entanto, cada curso participa a cada três anos. Na edição de 2017, cerca de 451 mil estudantes de 10,6 mil cursos de 1,5 mil instituições de ensino participaram.

De acordo com o Inep, a ferramenta de avaliação utilizada nesta avaliação foi modificada em relação às anteriores, o que inviabiliza a comparação entre os resultados obtidos em outros anos. Entre as principais modificações, já implementadas na avaliação de 2016, está a separação das notas de cursos diurnos e noturnos, presenciais e a distância, o que levou ao aumento no número total de cursos avaliados.

Texto e foto: Mirian Quadros

Fonte: www.ufsm.br