Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Lançada a pedra fundamental do campus de Cachoeira do Sul

Na tarde desta quinta-feira (30), a comunidade de Cachoeira do Sul, servidores da Prefeitura e da UFSM, gestores públicos e parlamentares acompanharam o lançamento da pedra fundamental do campus da UFSM em Cachoeira do Sul. Para o começo da primeira fase, com a construção de dois complexos de prédios, do Restaurante Universitário e da Casa do Estudante, está previsto o investimento de R$ 121 milhões. Cedida pela prefeitura, a área onde o campus será construído tem88 hectares, estando situada na localidade de Passo d’Areia, no interior do município.

Reitor Paulo Burmann saúda a comunidade local. Crédito foto: Gilvan Peters

Saudando a comunidade cachoeirense, o reitor Paulo Burmann falou do avanço na proposta para o campus de Cachoeira do Sul, inicialmente considerada por ele aquém do necessário para a cidade. “Nós tínhamos uma proposta muito tímida, muito acanhada, incompatível com as expectativas e as necessidades de Cachoeira do Sul e da região, e da UFSM”.

O prefeito Neiron Viegas relembrou a série de articulações e de visitas em gabinetes de deputados e no Ministério da Educação para viabilizar o campus da UFSM em Cachoeira do Sul. Neiron citou a articulação que teve em conjunto com o ex-prefeito Sérgio Ghignatti para viabilizar o campus, ainda no seu projeto original. O prefeito ressaltou que na gestão do reitor Paulo Burmann a ideia de um campus da UFSM ganhou outro fôlego, projetando a criação de um centro de referência na área de tecnologia. “Tenho certeza que Cachoeira nunca mais será a mesma”, disse o prefeito.

O deputado federal Paulo Pimenta e o diretor do campus de Cachoeira do Sul, José Mário Doleys Soares, também usaram da palavra. José Mário destacou a dedicação dos servidores do campus e a parceria entre a universidade e a prefeitura na implantação da unidade. O deputado Pimenta lembrou que, graças a uma política federal de expansão de oportunidades para a ampliação da rede pública de ensino, aliada à mobilização da comunidade de Cachoeira do Sul, foi possível tornar realidade o sonho da UFSM na cidade.

Atualmente a UFSM disponibiliza no município cinco cursos (Engenharia de Transportes e Logística, Engenharia Agrícola, Engenharia Mecânica, Engenharia Elétrica e Arquitetura e Urbanismo), os quais funcionam provisoriamente em um prédio ao lado do Colégio Totem, no centro da cidade. Com ingresso semestral via Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o campus de Cachoeira do Sul conta hoje com 20 servidores técnico-administrativos e 38 professores.

Em uma segunda fase, prevista para iniciar em 2018, o campus terá também os cursos de Engenharia de Alimentos, Engenharia de Software, Tecnologia e Desenvolvimento de Sistemas, Engenharia de Controle e Automação e Engenharia de Minas. Ao final da implantação, a UFSM deve contar com 4 mil estudantes no município.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Cachoeira do Sul

Fotos: Gilvan Peters