Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Consu aprova proibição de venda e distribuição de bebidas alcoólicas



Sala dos conselhos, com várias mesas, as primeiras vazias e as seguintes ocupadas pelos conselheiros sentados. É possível perceber uma câmera de vídeo gravando os pronunciamentos
Conselheiros aprovaram minuta que proíbe venda e distribuição de bebidas alcoólicas no campus

Com ampla maioria dos votos, nesta sexta-feira (26), o Conselho Universitário (Consu) aprovou na íntegra a minuta de resolução que estabelece a proibição da comercialização e distribuição de bebidas alcoólicas na UFSM. A resolução deve entrar em vigor ainda em novembro.

Na reunião anterior do Conselho, ocorrida no dia 28 de setembro, a representação do Diretório Central dos Estudantes (DCE) tinha solicitado vistas do processo, que retornou hoje à pauta das discussões. Após amplo debate dos conselheiros, o parecer de vistas dos estudantes, contrário à aprovação da resolução, foi rejeitado por 37 votos a 9.

Com isso, fica mantido o parecer proposto na última sessão pela Comissão de Legislação e Regimento (CLR), que havia se manifestado de forma favorável à aprovação da minuta na íntegra. O parecer, relatado pelo conselheiro Marcelo Freitas da Silva, considerou o processo devidamente instruído e que o consumo de bebidas alcoólicas é um ato impróprio dentro de uma instituição pública.

O representante do DCE, Kauã Arruda Wioppiold, fez a leitura do pedido de vistas, declarando-se contrário à proposta. Para Kauã, a regulamentação existente em relação ao Centro de Eventos já permite que os eventos ocorram em segurança. “Os casos de brigas não são restritos ao Centro de Eventos e não há como mudar isso”, argumenta o estudante. Além disso, alegaram o prejuízo de comissões de formatura que já haviam previsto a arrecadação de verbas a partir da realização de festas. Conforme o conselheiro, as comissões de formaturas não conseguirão mais levantar fundos para a realização das cerimônias de colação de grau.

O reitor Paulo Afonso Burmann, que presidiu a reunião, ressaltou a importância da aprovação da proposta como forma de proteger estudantes e servidores de incidentes relacionados ao consumo abusivo de bebida alcoólica. Ele lembrou que a comunidade acadêmica como um todo tem responsabilidade sobre o que ocorre dentro do Campus. “Temos registrado incidentes, casos de agressão e violência sexual, e precisamos fechar as possibilidades de acontecimentos tristes e lamentáveis como esses”, afirma o reitor. Por outro lado, Burmann destacou que os problemas relacionados à violência e assédio realmente não se resolvem unicamente com uma resolução, pois é preciso promover conscientização sobre ética e responsabilidade pessoal.

Já em relação ao suposto prejuízo das comissões de formatura com o cancelamento das festas, o reitor afirmou que o Conselho não é o local para discutir a sustentabilidade financeira destas entidades, e a UFSM já garante a realização das formaturas de forma totalmente gratuita através do Centro de Convenções.

Texto: Assessoria de Comunicação do Gabinete do Reitor

Foto: Aline Dalmolin


Publicações Recentes