Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

Doutoranda do PosCom receberá cotutela pela Universidade Beira Interior, de Portugal

Foto colorida horizontal mostra Carolina sentada em um espaço externo da UBI, à frente de uma parede com o nome e o símbolo da Universidade, e dois grandes vasos de plantas ao lado
Carolina foi estudar na UBI após ser aprovada em seleção da Capes

Carolina Teixeira Weber Dall’Agnese será a primeira doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PosCom) a receber cotutela pela Universidade Beira Interior (UBI), de Portugal. Isso significa que o diploma será reconhecido pelas duas instituições, a UFSM e a UBI.

Ingressa no PosCom em 2016, após graduar-se em Jornalismo pela Universidade Franciscana (UFN) em 2006 e realizar mestrado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2011, Carolina trabalha na linha de pesquisa “Mídias e Estratégias Comunicacionais”, com a tese “Narrativa jornalística transmídia sob uma abordagem ecológica: um estudo do jornalismo no ecossistema midiático digital”, sendo orientada na UFSM pela professora Eugenia Maria Mariano da Rocha Barichello.

Carolina foi estudar na UBI após ser aprovada na seleção da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) para doutorado sanduíche no exterior (PDSE).

A pesquisadora conta que foi o seu co-orientador na UBI, João Canavilhas, quem apresentou a possibilidade da dupla titulação. “Fiquei muito interessada, pois, ao obter um diploma válido em toda a União Europeia, abrem-se muitas possibilidades de trabalho e estudo. Pode ser uma vantagem para a candidatura a um futuro estágio pós-doutoral, por exemplo. E é ótimo para o PosCom, pois integra as ações de internacionalização, o que pode refletir na avaliação do programa, além de dar visibilidade para as nossas pesquisas”, aponta a doutoranda.

De acordo com o prazo do PosCom, a tese deve ser defendida até o início de 2020, uma vez que a aluna ingressou no curso em 2016. A defesa ocorrerá na UFSM, com participação de professores da UBI na banca.

Segundo o acordo de cotutela firmado entre UFSM e UBI, após a aprovação no ato público de defesa, a Universidade da Beira Interior atribui à candidata o grau de doutora em Ciências da Comunicação, e a UFSM atribui o grau de doutora em Comunicação. O diploma é um só, emitido pela UFSM, com o diferencial de conter a informação da dupla titulação.

Mais informações sobre o processo de cotutela e titulação simultânea no edital da PRPGP.

Texto: Laura Coelho de Almeida, acadêmica de Jornalismo, bolsista da Agência de Notícias

Edição: Ricardo Bonfanti

Foto: Arquivo pessoal