Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

UFSM e RNP inauguram Rede Comunitária de Educação e Pesquisa de Santa Maria

A Rede MetroSM conta com cinco pontos de acesso na cidade, com alta velocidade e maior segurança na transmissão de dados



Na tarde desta quinta-feira (01) aconteceu a inauguração do Programa Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa (RedeComep) na cidade de Santa Maria. O projeto é uma parceria da UFSM em conjunto com a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

O objetivo da RedeComep é implantar redes de alta velocidade em regiões metropolitanas e no interior de estados, ampliando a capilaridade da rede acadêmica à rede IP. Isso representa maior integração, cooperação e colaboração para as instituições de ensino e pesquisa do país. Além disso, o acesso ganha agilidade, segurança na transmissão de dados e facilita a realização de pesquisas e experimentos. 

A Redecomep de Santa Maria, que ganhou o nome de Rede MetroSM, conecta, ao todo, 5 pontos em um anel metropolitano de 50 km de fibra óptica. São eles: o Campus da UFSM, o Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs), o Tecnoparque, o Museu Gama D’eça e o Instituto Federal Farroupilha (IFFar). 

Na ocasião da inauguração, a Coordenadora da Rede MetroSM, Nilza Zampieri, destacou a importância desse projeto para Santa Maria. “Nossa ideia não é só a formação dessa rede de fibras, o que já é muito importante por si só, mas vai além. Com ela, poderemos compartilhar informações, pesquisas, grupos de trabalho. Estaremos fortalecendo nossa atuação no ensino, pesquisa e extensão. Estaremos contribuindo com o crescimento de nossa cidade”. 

O Secretário de Inovação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Luís Lamb, também participou da cerimônia e em sua fala enfatizou que a Rede MetroSM é um projeto fundamental para a cidade. “A Rede MetroSM vai trazer qualidade para a conectividade da região. Essa ação vem ao encontro daquilo que é de maior valor para nós: o acesso ao conhecimento e a informação. E precisamos fazer isso de uma forma condizente com as necessidades contemporâneas. Precisamos conectar cada vez mais e melhor as pessoas. Temos certeza que esse projeto atuará nesse sentido e trará grandes avanços para a comunidade da região de Santa Maria”, declarou.

A necessidade crescente de conectividade, principalmente decorrente da pandemia, com aulas e trabalho remoto, foi lembrada por Nelson Simões da Silva, Diretor Geral da RNP, que avalia a RedeComep como um projeto fundamental não só para este momento, mas também para o futuro. “ Estamos em um tempo em que essas plataformas serão cada vez mais essenciais para o futuro. Esse é um momento de reconstrução de modelos de trabalho, ensino, aprendizagem, pesquisas, utilização das redes e busca por inclusão. Os desafios são muitos, as condições não são as ideais para todos. E essa rede vai nos apoiar nessa jornada. Essa é uma experiência exitosa que traz subsídios para um futuro melhor, em que a linguagem da colaboração seguirá ativa.”, expôs Silva.

Por fim, o Reitor da UFSM, Paulo Burmann, também reafirmou a importância dessa ação para Santa Maria e região, principalmente para as Instituições de Ensino. O reitor lembrou que, especialmente em momentos como este, em que as redes estão sendo muito exigidas, já que as atividades de ensino, pesquisa e extensão seguem de forma intensa e remotas, a sobrecarga no sistema é permanente. “Toda a região vai se beneficiar desse projeto, as universidades, instituições de ensino, grupos de pesquisa, órgãos públicos. Então, esse é um dia histórico, pois entramos em outro cenário. Teremos a facilitação do trabalho dos nossos pesquisadores, especialmente os que lidam com um grande número de dados; a comunicação entre as instituições; o fortalecimento de parcerias e aceleração nos processos de desenvolvimento e conhecimento. Tudo isso nos coloca em outro patamar de tecnologia. Todo o envolvimento que nossas Instituições têm tido na pandemia certamente será facilitado pelo alcance que teremos com a Rede MetroSM. Isso é Fantástico!”, finalizou Burmann. 

Após as falas, foi feita a leitura da placa de inauguração. A Rede MetroSM já está operando, porém as instalações ainda estão em fase de finalização da construção.  

Também estavam presentes na cerimônia virtual de inauguração da RedeMetroSM, a Reitora do Instituto Federal Farroupilha, Nídia Eringer, o Vice-Prefeito de Santa Maria, Rodrigo Décimo, o Coordenador do Gabinete da Direção do INPE, Oswaldo Duarte Miranda, o Diretor de Engenharia e Operações da RNP, Eduardo Grizendi. Além do público que pode assistir o evento online.

Texto: Mariana Henriques, Assessoria de Comunicação do Gabinete do Reitor

Divulgue este conteúdo:
https://ufsm.br/r-1-56187

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes