Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Expodireto: trajetória do Projeto Aquarius se entrelaça com a história da feira

Iniciativa da UFSM ajudou a disseminar agricultura de precisão em pequenas e médias propriedades rurais



Foto colorida horizontal de homem em pé. Ao fundo, nota-se um banner com a inscrição 'Projeto Aquarius'
Professor Telmo Amado, do Projeto Aquarius, ajudou na popularização da agricultura de precisão no Brasil

A UFSM participou, ao longo da última semana em Não-Me-Toque, da 22ª Expodireto Cotrijal, uma das três principais feiras de tecnologia e inovação direcionadas ao agronegócio do Brasil. Entre as ações apresentadas nesta edição da feira, está o Projeto Aquarius, cuja trajetória se entrelaça com a da Expodireto. Graças ao projeto e à feira, o município do planalto médio gaúcho recebeu o título de Capital Nacional da Agricultura de Precisão.

O Projeto Aquarius, voltado à pesquisa da agricultura de precisão, foi criado no ano 2000, por inciativa do professor do Departamento de Fitotecnia do Centro de Ciências Rurais da UFSM, Telmo Amado. O docente relata que, há duas décadas, a agricultura de precisão dava os primeiros passos no Brasil, com todo o equipamento importado. Até então, era considerada viável nos países ricos ou em grandes propriedades rurais. O desafio era validar a tecnologia da agricultura de precisão no país. O projeto conseguiu demonstrar, inclusive, que as pequenas e médias propriedades poderiam se beneficiar. 

Apesar de um ceticismo inicial, em pouco tempo, a indústria de máquinas e implementos agrícolas se interessou e começou a inovar ao produzir tecnologia, por meio de parcerias público-privadas. Além disso, o Projeto Aquarius estabeleceu uma parceria – que dura até hoje – com a Cooperativa Agropecuária e Industrial (Cotrijal), que indicou propriedades rurais de seus associados onde passaram a ser realizados trabalhos de pesquisa e extensão com a agricultura de precisão.

Atualmente, a Cotrijal é uma cooperativa líder em uso de tecnologias avançadas, que adquire e disponibiliza tecnologias de ponta na forma de prestação de serviço para produtores associados. A menor propriedade rural atendida é composta por cinco hectares. Com isso, cumpre a proposta inicial do projeto Aquarius ao popularizar as inovações tecnológicas na área.

Nesta edição da Expodireto, o professor Telmo Amado foi agraciado com a inclusão na Calçada da Fama do Agronegócio, somando-se a outras 21 personalidades que contribuíram para o avanço do setor no país. O docente trabalha na UFSM há 32 anos e considera a honraria recebida como o ponto mais alto de sua carreira. Ele destaca a importância de outros pesquisadores da universidade que contribuíram para a consolidação da agricultura de precisão no Brasil, como os professores Enio Giotto e José Fernando Schlosser, ambos do Departamento de Engenharia Rural.

Também são frutos do Projeto Aquarius o Curso de Mestrado em Agricultura de Precisão da UFSM e o Curso Técnico em Agricultura de Precisão do Colégio Politécnico. 

A agricultura de precisão é uma estratégia de gestão dos processos de produção agrícola que busca maximizar o uso do solo e da água. Ao produzir de modo ambientalmente sustentável, a agricultura de precisão direciona a aplicação de insumos para áreas realmente necessitadas. Para tanto, são utilizadas tecnologias como o GNSS (Sistema Global de Navegação por Satélite), o SIG (Sistema de Informações Geográficas), e instrumentos ou sensores para avaliação de variáveis de solo e planta, entre outros.

Confira a entrevista completa com o professor Telmo Amado, realizada durante a 22ª Expodireto, no site Farol UFSM

Texto e Foto: Ciro Oliveira, jornalista

Divulgue este conteúdo:
https://ufsm.br/r-1-57967

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes