Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Grupo de Estudos Praxiológicos Brasil

GRUPO DE ESTUDOS PRAXIOLÓGICOS BRASIL (GEP)

Estudo Em Atividade

Contato:

Prédio:prédio 51 Sala:Sala 2047 – Centro de Educação Física e Desportos

Projetos

Pesquisa

Resumo: O trabalho com o futebol está inserido em diferentes contextos e muitas vezes percebe-se que prática pedagógica do professor/treinador está sustentada por um conhecimento empírico, baseado no senso comum. O presente projeto intenciona elaborar uma nova forma de compreender os parâmetros que estruturam o jogo de futebol, tomando por base os conhecimentos da Praxiologia Motriz. O estudo descritivo propositivo, de cunho qualitativo, busca o entendimento da lógica interna do jogo e das ações motrizes que dela emergem, caracterizando o jogo a partir da relação de cooperação/oposição e analisando a dinâmica dos papéis e subpapéis que os participantes exercem. Nesta linha, propõe elaborar conteúdos relevantes que venham a alicerçar o ensino do futebol com ênfase na iniciação esportiva.

Este estudo aborda a Formação Continuada de Professores, tema que representa grande relevância social, pois traz à tona uma problemática educacional que envolve a formação continuada do professor, mais especificamente do professor de Educação Física, e sua relação com a escola, com a sociedade e com as políticas públicas, com vistas à transformação da realidade. O objetivo desse trabalho é analisar o impacto do processo de formação continuada na práxis pedagógica de professores de Educação Física que atuam na rede municipal de ensino de Santa Maria, RS, no período 2011 a 2015. Tem-se como objetivos específicos: estabelecer as relações entre trabalho e formação de professores; analisar o processo de formação continuada de professores de Educação Física no período de 2011 a 2015; analisar as repercussões da formação continuada na práxis pedagógica dos professores da rede municipal de ensino de Santa Maria, RS, no período de 2011 a 2015. Será realizado um estudo de campo para compreender a área em estudo de forma aprofundada. Consequentemente, as técnicas de estudo utilizadas serão: o questionário e a entrevista semiestruturada com sujeitos participantes dos encontros de formação.

Resumo: A presente Dissertação de Mestrado está vinculada à Linha de Pesquisa Aspectos Sócio-Culturais e Pedagógicos da Educação Física do Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), e tem como temática central o trabalho pedagógico na formação inicial em Educação Física. A pesquisa tem como objetivo geral analisar a concepção de trabalho pedagógico no Projeto Político-Pedagógico (PPC) de Curso de Educação Física Licenciatura CEFD/UFSM 2004. Apresenta como objetivos específicos: definir parâmetros conceituais para o trabalho pedagógico; caracterizar e analisar a concepção de trabalho pedagógico na estrutura do PPC do curso de Educação Física CEDF/UFSM; apontar parâmetros do trabalho pedagógico para a elaboração de propostas curriculares na formação inicial em Educação Física. A metodologia a ser utilizada é análise documental, orientada pelo materialismo histórico dialético. O documento analisado será o PPC do curso de Licenciatura em Educação Física CEFD/UFSM, 2004. As categorias utilizadas neste estudo são: a) metodológicas: totalidade, historicidade, práxis, mediação, contradição; b) conteúdo: trabalho pedagógico, formação inicial, objetivo/avaliação, conteúdo/método.

Resumo: A educação física escolar quase sempre é considerada, a partir do senso comum, como sinônimo de esporte ou somente como recreação, um momento livre entre as outras disciplinas teóricas do currículo escolar. O trabalho pedagógico, a partir do conhecimento no âmbito da Cultura Corporal, supera a visão inatista ou empirista da aprendizagem, entendendo os conteúdos tais como jogos, esportes, ginásticas, lutas, danças, etc., sejam apreendidos como patrimônio cultural da humanidade. O tema a ser pesquisa através de pesquisa teórica será o trabalho pedagógico de jogos tradicionais, considerados manifestações da cultura corporal que perduram através de gerações. O objetivo do trabalho é organizar princípios que direcionem o trabalho com jogos tradicionais na Educação Física escolar, e como objetivos específicos: caracterizar os jogos tradicionais; identificar aspectos teórico-metodológicos para a organização do trabalho pedagógico com jogos tradicionais; sistematizar diferentes estratégias metodológicas com jogos tradicionais de diferentes contextos; propor estratégias metodológicas para o trabalho pedagógico com jogos tradicionais.

Resumo: Este estudo tem como objetivo analisar o trabalho pedagógico no PIBID – “Cultura esportiva da escola” e suas repercussões para a formação inicial de professores de Educação Física do CEFD/UFSM. Esta pesquisa foi desenvolvida com base nas categorias dialéticas da historicidade, totalidade, mediação, contradição e com as categorias empíricas do trabalho de campo sistematizadas em: trabalho pedagógico, formação inicial, PIBID – política educacional e objetivo/avaliação. As categorias foram orientadas pela seguinte pergunta: como se desenvolve o trabalho pedagógico no PIBID – Cultura esportiva da escola e quais as repercussões para a formação inicial de professores de Educação Física do CEFD/UFSM? Para a compreensão do real fizemos uso da pesquisa documental e da entrevista semiestruturada, com acadêmicos que participaram do subprojeto e estão cursando o Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Constatou-se que o trabalho pedagógico no subprojeto contribuiu para a formação inicial dos alunos participantes, através da aproximação da realidade escolar e das trocas de experiência, sendo mais qualificado que os estágios e práticas de ensino. Entretanto, verificou-se que o trabalho pedagógico no subprojeto não repercutiu diretamente no curso de Educação Física do CEFD pela falta de articulação das ações do subprojeto PIBID com o PPC. Constatou-se que o PIBID – “Cultura esportiva da escola” enquanto política educacional é uma ação compensatória que acaba preenchendo lacunas da formação inicial.  Além de ser uma política de adesão individual, própria da política neoliberal, que prejudica e desmobiliza ações coletivas desqualificando a formação de professores de Educação Física.

Resumo: A presente Dissertação de Mestrado está vinculada à Linha de Pesquisa Aspectos Sócio-Culturais e Pedagógicos da Educação Física do Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), e tem como temática de estudo o trabalho pedagógico das professoras supervisoras participantes do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID). O objetivo do estudo consiste em analisar as repercussões do PIBID “Cultura Esportiva da Escola” no trabalho pedagógico das professoras supervisoras. O método que fundamenta a investigação é o materialismo histórico dialético na busca de chegar a síntese do fenômeno investigado a partir da apreensão múltipla da realidade na perspectiva de alcançarmos os objetivos propostos neste estudo. As técnicas e procedimentos de pesquisa que serão utilizados serão a entrevista e a pesquisa documental a partir dos memoriais descritivos das professoras supervisoras do PIBID “Cultura esportiva da escola”. A análise dos dados será realizada através das categorias metodológicas contradição, totalidade, mediação e historicidade e as categorias de conteúdo são formação continuada, produção do conhecimento e teoria e prática.

Resumo: O Voleibol enquanto prática motriz tem se consolidado cada vez mais no passar dos anos, dessa forma, surgem cada vez mais estudos sobre essa modalidade. Dentre os métodos de ensino apresentados para o ensino-aprendizagem do Voleibol, em estudos aprofundados sobre os mesmos, o Método Situacional surge como uma corrente muito importante nesses processos. Outros estudos apresentam o Voleibol associado a uma teoria de análise da lógica interna do mesmo, à Praxiologia Motriz, proporcionando um entendimento de todas as estruturas que compõe a modalidade internamente, o que facilita, dessa maneira, que o processo de ensino-aprendizagem seja efetuado com sucesso. Porém, ao se tratar de relacionar a Praxiologia Motriz com algum método de ensino, podemos detectar um déficit nesses estudos. Por isso, este estudo irá buscar analisar os elementos do Método Situacional que se relacionam com os da Praxiologia Motriz, para ser possível realizar uma primeira aproximação para o ensino-aprendizagem do Voleibol.

Resumo: Este estudo tem como desafio analisar uma proposta para o ensino dos Esportes de cooperação-oposição, tendo como concepção a abordagem Crítico Emancipatória orientada por elementos da lógica interna da Praxiologia Motriz, os quais darão sustentação para colaborar na materialização desta concepção de ensino no trabalho pedagógico. O estudo busca romper com o entrincheiramento a qual os Esportes de cooperação-oposição enfrentam perante os esportes institucionalizados, pois existe a necessidade de tratar o Esporte de maneira pedagógica na Escola. Mesmo se tratando de uma abordagem de ensino crítica, sem perceber as contradições da lógica interna, toma-se por referência o “Esporte Espetáculo”, influenciando assim preferência dos alunos. Caracterizando-se por uma revisão bibliográfica, a revisão ficou centrada nas obras de Elenor Kunz e Pierre Parlebas, e também de José Carlos Libâneo, Valter Bracht, Manoel José Gomes Tubino, entre outros. O estudo apontou importantes aproximações teórico-prática colaborando com a materialização da concepção critico emancipatória, e evidenciando a relevância do conhecimento praxiológico como um saber imprescindível para a didática do ensino dos esportes.

Resumo: O objetivo dessa pesquisa foi realizar uma análise praxiológica do levantamento, de modo a apontar seus desdobramentos na dinâmica do Voleibol, ao considerar como ponto de partida o alicerce teórico da Praxiologia Motriz. A pesquisa, teórica e explicativa, desenvolveu-se pela utilização do Sistema de Classificação e dos Universais, ferramentas de análise das práticas motrizes, as quais configuram a pesquisa como uma modelização. O Sistema de Classificação considera as relações do sujeito com os demais jogadores e com o espaço, ao passo que os Universais se constituem por sete modelos operativos que substanciam e evidenciam a lógica interna dos jogos e dos esportes. Como principais resultados, percebeu-se que o levantamento apresenta maior número de interações motrizes quando comparado aos demais momentos do jogo de Voleibol, além de não apresentar predominância de nenhum tipo de interação. Evidenciou-se que, mesmo que a conquista de pontos esteja atrelada à oposição, a eminência da cooperação para a organização ofensiva mostra-se cabal na lógica interna do Voleibol, o que remete a relevância do levantamento na construção ofensiva. Também foi possível burilar as diferentes possibilidades de ação do levantador a partir dos papeis assumidos por ele nos principais sistemas de jogo do Voleibol. Por fim, constatou-se a necessidade do levantador conhecer a linguagem do jogo, ao passo que suas tomadas de decisão serão baseadas nas constantes leituras de companheiros e adversários. A partir dos subsídios apresentados pela análise praxiológica, possibilita-se evidenciar uma vasta gama de conhecimentos a serem explorados no processo de ensino/aprendizagem do levantamento no Voleibol, com base em uma metodologia de ensino para compreensão do jogo.

Resumo: Esse projeto tem por objetivo analisar em que área de atuação os egressos do curso de Licenciatura em Educação Física do Centro de Educação Física e Desportos (CEFD) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) estão inseridos. A fim de clarear o problema de pesquisa levantado no proposto trabalho, tem-se os seguintes objetivos específicos: a) analisar as características do trabalho pedagógico presentes no currículo do curso de Licenciatura em Educação Física do CEFD/UFSM; b) compreender os desafios encontrados pelos egressos no exercício da profissão; e c) analisar as implicações da formação inicial no trabalho dos egressos. No âmbito dos procedimentos e técnicas de pesquisa, propõe-se realizar efetivo trabalho de investigação, no qual os sujeitos são interlocutores. O estudo prevê: I. Análise das características do trabalho pedagógico presentes no currículo do curso de Licenciatura em Educação Física do CEFD; II. Aplicação de questionários (abertos e on-line) com os egressos do curso de Licenciatura em Educação Física do CEFD no período de 2010 a 2015, a fim de analisar as áreas de atuação destes, bem como as dificuldades no trabalho e os motivos para escolha da área em que estão inseridos; III) Análise das categorias centrais do trabalho e socialização dos dados produzidos. Essa investigação possibilitará que se analisem a área de atuação dos egressos do curso de Licenciatura em Educação Física do CEFD da UFSM, permitirá uma compreensão dos desafios encontrados pelos egressos no exercício da profissão e as implicações da formação inicial no trabalho dos egressos. Além disto, será possível um aprofundamento sobre a realidade, o meio em que estão inseridos e o modo como esses sujeitos produzem e realizam seu trabalho. Com isso, a pesquisa poderá impactar não somente nas análises que se faz desse tema, mas na própria formulação do currículo do curso de Licenciatura em Educação Física do CEFD.

Resumo: Desde que nascemos manifestamos diversas emoções ao longo da vida. Essas manifestações emocionais, por sua vez, são suscitadas por acontecimentos, fases da vida ou por resposta a algum fato, sendo vividas constantemente. Dessa forma, Bisquerra (2000) organizou treze emoções em três categorias, sendo elas: positivas (alegria, humor, amor e felicidade), negativas (medo, ansiedade, ira, tristeza, desprezo e vergonha) e ambíguas (surpresa, esperança e compaixão). No que diz respeito as práticas motrizes da Educação Física, as emoções são suscitadas diferentemente em cada condição de jogo que é atribuída aos alunos, acarretando em distintas maneiras de agir frente a cada situação de jogo. O Voleibol, por sua vez, sendo um dos conteúdo da Educação Física escolar, apresenta-se como um esporte dinâmico e contagiante por caracterizar-se como um jogo que eminentemente demanda de cooperação e oposição simultâneas. Assim, para este estudo, apresentamos a Praxiologia Motriz, também conhecida como Teoria da Ação Motriz, auxiliando-nos na investigação das práticas motrizes, sendo o Voleibol uma delas. Com isso, este estudo propõe caracterizar as emoções manifestadas pelos alunos do Colégio Técnico Industrial de Santa Maria em Jogos Informais e Formais de Voleibol. Sendo assim, este trabalho contou com a participação voluntária de 32 estudantes desta escola, da cidade de Santa Maria, de uma turma de 1º ano do Curso Técnico em Eletrotécnica Integrado ao Ensino Médio. Para chegarmos aos referidos objetivos aplicamos um questionário com o intuito de identificar as emoções manifestadas pelos alunos em cada partida de Voleibol.Em relação ao caráter do jogo, as emoções positivas obtiveram a maior frequência numérica em sua manifestação quando o caráter que o jogo assume era Informal. Já as emoções negativas obtiveram a maior frequência numérica no jogo Formal, no qual possuía suas regras fixas e institucionalizadas, visando a competição e o resultado final. Contudo, em relação ao resultado da partida, a manifestação de emoções positivas predominou em alunos que venceram o jogo, enquanto que as emoções negativas obtiveram a maior frequência numérica em alunos que perderam o jogo. As emoções ambíguas, por sua vez, não foram predominantes em nenhuma situação de jogo, porém apresentaram uma frequência de manifestação considerável quando comparada as demais emoções. A partir dos resultados desta pesquisa, podemos constatar que o Voleibol propicia e estimula em seus participantes, por meio de sua prática, a excitação de diferentes emoções, sendo elas positivas, negativas e ambíguas. Assim, a manifestação destas emoções depende principalmente das variáveis caráter do jogo e resultado da partida.