Ir para o conteúdo PRE Ir para o menu PRE Ir para a busca no site PRE Ir para o rodapé PRE
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Programa na Antiga Reitoria incentiva a formação musical da comunidade santa-mariense

O Curso de Extensão em Música da UFSM oferece aulas, recitais e palestras à sociedade



A Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) expande o seu contato com a comunidade santa-mariense por diferentes vias. Uma delas consiste na aproximação entre a Instituição e o centro da cidade, através do prédio de Ações Comunitárias e Empreendedoras (Antiga Reitoria), administrado pela Pró-Reitoria de Extensão UFSM. Até o momento, o edifício está ocupado por dez ações. Entre esses programas, que visam integrar os mais diversos públicos, encontra-se o Curso de Extensão em Música (CEMUS), que oferece aulas, recitais e palestras à região.

Lucius Mota é professor de Oboé na UFSM

O programa oportuniza à comunidade em geral a formação musical, bem como auxilia na preparação dos interessados em ingressar nos cursos de Música da Universidade. A proposta também inclui contribuir com a prática e a atuação pedagógica dos acadêmicos, que participam do projeto ministrando as aulas relativas às suas áreas de atuação profissional. 

A iniciativa foi fundada há cerca de 40 anos. Desde então, passou por muitas fases, caracterizadas por diferentes lugares e equipes. O Curso é vinculado ao Departamento de Música da UFSM e atualmente está sob a coordenação do professor Lucius Batista Mota, acompanhado pelos técnicos João Rios e Taiur Agnoletto, além de oito alunos voluntários/bolsistas. Quanto ao público atendido, o coordenador explica: “Já chegamos a ter mais de 100 alunos, antes da pandemia da covid-19. Agora, estamos com 20 alunos. A meta é até o final do ano termos 50, considerando este ano de retomada”. Para o professor, o espaço na Antiga Reitoria é muito importante para alcançar novos grupos e interagir com a comunidade. 

O projeto funciona nas manhãs, tardes e noites de segunda a sexta-feira, bem como nas manhãs de sábado. As atividades acontecem, principalmente, em cinco espaços da Antiga Reitoria: nas salas 201, 202, 203 e 206, de uso exclusivo, e na sala 204, de uso compartilhado. Além disso, a ação aproveita o Auditório do edifício. Lucius expressa: “As salas foram uma enorme vantagem porque, apesar de se tratar da primeira sede da UFSM, o prédio possui uma excelente estrutura e uma excelente localização. Estamos muito perto do Calçadão de Santa Maria. É possível chegar aqui com qualquer linha de ônibus”.

São várias as ações de Extensão promovidas pelo CEMUS, incluindo oficinas semestrais com aulas práticas e teóricas, apresentações didáticas e eventuais cursos de formação de curta duração – palestras, workshops e masterclasses. As atividades acontecem conforme a demanda do público interessado e a disponibilidade da equipe do projeto.

Lucius conta que, potencialmente, o programa pode proporcionar aulas de todos os instrumentos que são ofertados pelos Cursos de Música da UFSM. Dentre eles, clarinete, fagote, oboé, flauta doce, flauta transversal, trompete, trombone, saxofone, violino, violoncelo, contrabaixo elétrico, contrabaixo acústico, violão, guitarra, piano, teclado, acordeon e percussão. Além disso, são oferecidas aulas de canto e grupo vocal (coral), teoria e percepção musical e musicalização infantil (de 2 a 10 anos). O valor cobrado nas atividades do CEMUS é transferido em bolsas de Extensão aos acadêmicos que ministram as aulas. Como opção gratuita, o projeto disponibiliza oficinas preparatórias para o Teste de Conhecimento Específico em Música da UFSM.

Além de reforçar a tradição do projeto, de cerca quatro décadas, a equipe executa e constrói novos planos. Lucius relata: “No momento, estamos trabalhando em uma intermediação com docentes e discentes de Música, para trazer para o Auditório da Antiga Reitoria recitais que antes eram feitos somente no campus, em Camobi. A frequência que estipulamos é de dois ou três eventos por mês”. Os recitais são realizados tanto pelos alunos das oficinas quanto por alunos e professores da UFSM. Também estão sendo planejados eventos interdisciplinares, que pretendem unir áreas como, por exemplo, música e teatro. “Esse é um grande objetivo para o segundo semestre de 2022”, completa o coordenador.

O contato com o projeto e as suas atividades pode ser realizado presencialmente na Antiga Reitoria ou de forma digital pelo site, e-mail, Instagram, Facebook e WhatsApp

 

Texto e Fotos: Anna Júlia da Silva | Pró-Reitoria de Extensão UFSM

Edição: Wellington Hack | Pró-Reitoria de Extensão UFSM

Divulgue este conteúdo:
https://ufsm.br/r-346-6871

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes