Ir para o conteúdo Observatório de Direitos Humanos Ir para o menu Observatório de Direitos Humanos Ir para a busca no site Observatório de Direitos Humanos Ir para o rodapé Observatório de Direitos Humanos
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Projeto contemplado pelo ODH articulou ações com população em situação de vulnerabilidade



Ação do projeto com entrega de alimentos e materiais de higiene

Outro projeto contemplado com bolsa de extensão do Observatório de Direitos Humanos (ODH), da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), foi o “UFSM nas Ruas: mais portas, menos muros para catadores de materiais recicláveis e pessoas em situação de rua”, ativo desde 2018 e vinculado ao curso de Terapia Ocupacional.

O projeto tem como objetivo articular ações de extensão para essa população em vulnerabilidade e risco social, a fim de acolher, desconstruir estigmas e barreiras de acesso que comprometem a vida da pessoa em situação de vulnerabilidades sociais diversas, fortalecer redes de suporte social, identificar manejo de situações de risco de pessoa em situação de rua, além de desenvolver ações de saúde, arte, cultura e geração de trabalho e renda.

As ações são pautadas nos princípios da Política Nacional de Assistência Social (PNAS) buscando qualificar a assistência por meio da reestruturação dos modos de relações entre profissionais, entre setores e entre equipe e usuários.

– Realizamos diversas ações no território, na Praça Saldanha Marinho e nas Casas de Passagem, estamos pleiteando um espaço próprio para que possamos incrementar nossas atividades e criar as oficinas de geração de trabalho e renda – conta a professora Amara Lúcia Holanda Tavares Battistel, coordenadora do projeto e docente do Departamento de Terapia Ocupacional.

Durante a Pandemia da Covid-19 e devido à necessidade de distanciamento social, foi necessário adaptar as ações, e o projeto tornou-se uma ponte entre a arrecadação de material e os voluntários que desenvolvem as ações com a população em situação de rua. Além disso, foram organizados eventos online, como mostras, jornadas, seminários e rodas de conversa. A bolsista do projeto é Mariana Mozzaquatro.

– Estou no projeto desde o início. Ele surge a partir de uma ação solidária voltada à população em situação de rua, em que encontrei pessoas interessadas na causa e com desejo de ampliar as ações para além do assistencialismo. Dentre elas, gostaria de registrar os nomes de Juarez Felizberto, Rogério Rossado, Reinaldo Santos, Sueli Barrios, Irmã Lurdes Dill, Dartanhan Baldez Figueiredo, dentre outros. Convidei o professor Nilton Oliveira e, junto com o Reinaldo, construímos o projeto. Para mim, ele representa uma oportunidade de sair da zona de conforto e realizar ações em prol da inclusão e participação social de uma população inviabilizada – destaca a coordenadora.

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes