Ir para o conteúdo PROGRAD Ir para o menu PROGRAD Ir para a busca no site PROGRAD Ir para o rodapé PROGRAD
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Cursos da UFSM alcançam notas 4 e 5 no Conceito Preliminar de Curso (CPC)



 

Em entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira (9), o Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgaram os resultados do Conceito Preliminar de Curso (CPC) dos 8.188 cursos de graduação participantes do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2019. Os 31 cursos da Universidade Federal de Santa Maria avaliados nesta edição alcançaram conceitos 4 e 5, considerados índices de excelência.

Alcançaram CPC 5 os cursos de Arquitetura e Urbanismo do campus Cachoeira do Sul, Zootecnia do campus Palmeira das Missões e Tecnologia em Gestão Ambiental, de Santa Maria. Na UFSM, foram avaliados cursos do Centro de Ciências Rurais (CCR), Centro de Tecnologia (CT), Centro de Ciências da Saúde (CCS) e Centro de Educação Física e Desporto (CEFD).

Confira a lista completa de cursos avaliados.

O que é o CPC?

O Conceito Preliminar de Curso (CPC)  é um indicador dos cursos de graduação que considera quatro dimensões de qualidade de educação: o desempenho no Enade, o valor agregado pelo processo formativo, de acordo com o Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD), além de informações referentes à titulação e ao regime de trabalho dos docentes (coletadas pelo Censo da Educação Superior) e a percepção dos alunos a infraestrutura e os recursos didático-pedagógicos oferecidos pelo curso. Esta última dimensão conferida através de respostas colhidas no Questionário do Estudante, do Enade.  

Os índices do CPC servem como subsídio na elaboração de políticas públicas educacionais, supervisão e regulação da educação superior. De acordo com o MEC/Inep, o indicador é também critério na construção de matriz de distribuição orçamentária para a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (EPCT). O conceito é também requisito para participação em programas como o Universidade Aberta do Brasil (UAB), o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), o Programa Universidade para Todos (ProUni), o Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica (Parfor) e o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid).

Fonte: ufsm.br 

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes