Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

​Pibid Música realiza mostras musicais no prédio da reitoria



Professores e músicos foram recebidos no Gabinete do Reitor

Integrantes do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação
à Docência (Pibid) do curso de Licenciatura em Música da UFSM realizaram
intervenções musicais na manhã desta segunda-feira (27) no prédio da reitoria.
Após apresentar-se no hall do prédio, o grupo foi recebido pelo reitor Paulo
Afonso Burmann e pelo vice-reitor Paulo Bayard.

Coordenado pela professor Luciane Wilke Freitas Garbosa, o
Pibid Música atualmente é formado por 11 estudantes, que atuam, entre outras
atividades, em oficinas musicais junto ao Instituto Estadual de Educação Olavo
Bilac e Escola Estadual Professora Margarida Lopes, de Santa Maria. Os
professores coordenadores do programa nas escolas, Rozane Dias e Luciano
Ebling, também participaram das intervenções musicais.

De acordo com Luciane, o Pibid é uma oportunidade de
qualificação da formação dos estudantes do curso de Música, mas também
representa um complemento importante para as escolas da rede pública.
Atualmente, os estudantes desenvolvem oficinas temáticas e de instrumentos
junto às escolas participantes. Além disso, realizam reuniões de estudo,
mostras musicais e produção de materiais didáticos de apoio ao ensino de
música. Exemplares dos materiais produzidos pelo Pibid foram entregues ao
reitor, que comprometeu-se em remetê-los ao Ministério da Educação, em um
esforço de reconhecimento e manutenção dos recursos investidos no programa.

Rozângela Dias, que coordena o programa no Instituto Olavo
Bilac, comemora a parceria com a universidade, destacando a importância da
música na formação dos estudantes. Segundo ela, em 2016 cerca de 40 crianças
participaram das oficinas promovidas na escola. “A música faz parte da vida dos
alunos. Para eles, é sinônimo de inspiração, emoção, sentimento, vida,
comunicação”. A professora acrescenta que, com as oficinas do Pibid, é possível
ampliar o repertório musical dos estudantes, democratizando e socializando o
conhecimento musical.

Texto e fotos:
Assessoria de Comunicação do Gabinete do Reitor


Publicações Recentes