Pular para o conteúdo
Imagem do brasão composta por quatro elementos: escudo, flor de lis, archotes e lema.
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

Festa Literária de Santa Maria reúne grande público na abertura

Luiz Ruffato (à direita) participou da abertura da Flism

Dezenas de pessoas lotaram o auditório da Cooperativa dos Estudantes de Santa Maria (Cesma), no centro da cidade, para prestigiar a abertura da 1ª edição da Festa Literária de Santa Maria (Flism). No ato estavam presentes autoridades e convidados, entre eles, Luiz Ruffato, um dos autores mais importantes da literatura brasileira contemporânea.

O evento, que é uma promoção do Centro de Artes e Letras, segue até sexta-feira (14) por meio de painéis dedicados a autores consagrados da literatura brasileira e internacional (como José Saramago, Caio Fernando Abreu, Bob Dylan e Oscar Wilde), além de espaços para divulgação da literatura produzida em Santa Maria e de segmentos como a literatura fantástica e os quadrinhos. As atividades acontecem na Cesma e na Athena Livraria, apoiadores do evento.

De acordo com Raquel Trentin, uma das organizadoras, “O principal objetivo é levar a discussão da literatura para o centro da cidade, oferecendo um espaço com o formato menos acadêmico, mais festivo e de celebração das diferentes literaturas”. Além de Raquel, a Flism foi idealizada juntamente com os professores Enéias Tavares e Gérson Werlang, com colaboração de outros professores da UFSM. “Com o tempo, a ideia é aperfeiçoar cada vez mais o evento, tornando-o maior e com um espaço maior, pois sentimos que faltava ambientes como este na cidade para unir as pessoas em torno da literatura”, ressalta Raquel.

No fala de abertura, os organizadores afirmaram a importância de estar realizando a Flism, pois segundo eles “a literatura é uma forma de arte emancipadora de quem a faz e de quem a lê.” Após o cerimonial, os presentes participaram de um painel com o escritor Luiz Ruffato, que com seu bom humor, falou sobre sua trajetória de vida e suas inspirações. Ao final, o público pôde realizar perguntas ao convidado e participar do lançamento do último livro escrito pelo autor“A Cidade Dorme”.

Para o segundo dia de atividades está previsto, a partir das 14h, no auditório da Cesma, um painel sobre José Saramago com os professores Raquel Trentin e Deivis Garlet e a programação se estende até as 19h.

Texto e foto: Pablo Iglesias, acadêmico de Jornalismo e bolsista da Agência de Notícias

Edição: Maurício Dias