Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Esporte Universitário: incentivo à prática esportiva no âmbito acadêmico



Dois homem lutando. O primeiro está de frente com os punhos ao alto e o segundo está de costas tentando se defender
Atividades oferecidas pela UFSM ajudam estudantes a se desestressarem

Ao entrar na universidade o aluno acumula sua rotina de atividades acadêmicas. Porém, muitas vezes, acaba deixando a prática esportiva de lado por conta da falta de tempo. Abandonar as atividades físicas não deveria acontecer, pois o esporte traz diversos benefícios ao praticante, como melhora do humor, redução do estresse e, até, eleva o desempenho acadêmico.

É neste âmbito que surge o Esporte Universitário da UFSM.  O projeto é ligado ao Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), com apoio da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE) e do Centro de Processamento de Dados (CPD), e oferece atividades físicas orientadas gratuitas para os estudantes da instituição.

O projeto surgiu com o objetivo de oferecer atividades físicas e de lazer para os alunos da UFSM, tentativa de suprir a Educação Física que deixou de existir, na forma obrigatória em todos os cursos, no âmbito de todas as IES (Instituições de Ensino Superior) brasileiras no final dos anos 90. Ainda, o Esporte Universitário busca promover práticas aos discentes da UFSM, com o propósito de atender finalidades educativas, esportiva, saúde, lazer e integração universitária.

Neste ano, o Esporte Universitário disponibilizou mais de 1200 vagas em diversas modalidades, todas gratuitas e realizadas no campus da UFSM. Entre as modalidades oferecidas estão: natação, hidroginástica, treinamento funcional, pilates solo, yoga, dança fitness (ritmos latinos), ginástica de academia, futsal, futebol, vôlei, basquete, padel, tênis, dança de salão, alongamento, orientação, atletismo, grupo de corrida e caminhada orientada, arte circense, kendô, judô, jiu-jitsu, taekwondo, kung fu, capoeira, musculação, aikido, meditação e boxe chinês.

As modalidades são escolhidas com base nos professores que procuram o projeto e se oferecem para disponibilizar a prática que tem experiência. A partir disto, avalia-se a condição de espaço físico que a modalidade precisa, os monitores, os dias que serão ministrados e a quantidade de vagas quer o professor deseja abrir. A inclusão de novas modalidades apenas pode ser feita no início de cada semestre, pois é necessário o período de tempo para fazer todos os ajustes necessários.

As atividades são conduzidas por alunos, monitores e um professor supervisor. Os professores são dos cursos de Dança e de Educação Física, ou servidores com experiência na modalidade ofertada. Todos os monitores são acadêmicos da UFSM, ou formados e atuam como voluntários no projeto. Os encontros ocorrem no campus sede da UFSM. E os materias necessário são disponibilizados para aluno, sem a necessidade de compra. A única modalidade em que é exigido material é a natação, cada aluno precisa ter a sua touca e seu traje de banho.

De acordo com a Carla Rossato, técnica desportiva do projeto, a procura foi grande. Até o final de agosto, havia 1277 inscritos nas modalidades e 1420 suplentes. Para aqueles ficaram na lista de espera fica a cargo de cada monitor chamar novos alunos na medida que ocorra desistência, porém a data para a chamada dos suplentes é até final de setembro.

A técnica desportiva aponta diversos benefícios tanto para os alunos, como para os monitores e professores. Para os professores, além de aplicar o que ensina na sala de aula, com o tempo o projeto vai ser um ambiente de estudo, um exemplo é a modalidade de musculação, o professor supervisionador da modalidade é o que dá a disciplina de cinesiologia no curso de Educação Física, que trata da questão do funcionamento dos movimentos, e a musculação é um ótimo ambiente para avaliar o tópico da disciplina. Para os monitores, o projeto é bom porque eles aplicam aquilo que aprendem. Já para os alunos que estão vivenciando é um momento de lazer e de prática, além de também estar aprendendo algo novo. “Na natação, tem muitos alunos que nunca nadaram, que nunca vivenciaram a prática da natação, assim como no tênis, muitas vezes por serem esportes caros caso seja praticado em clubes privados.” aponta Carla.

Meditação

Imagem de homem meditando em pé com os olhos fechados em primeiro plano e grupo de pessoas ao fundo
Esporte Universitário oferece atividades alternativas como meditação

A meditação é uma entre as diversas modalidades oferecida pelo projeto. Podendo ser definida com o uma prática em que o indivíduo utiliza técnicas para focar a sua mente em um objeto, pensamento ou atividade, a sua origem é muito antiga.

Segundo a monitora da modalidade, Daniele Primavera, a ideia de oferecer a meditação através do Esporte Universitário surgiu como uma demanda de algumas pessoas que pediam um espaço, um encontro semanal para a prática da meditação, na qual possa ter trocas de experiências e um momento de partilha dessa prática dentro da universidade. Entre os benefícios da prática ela destaca que a prática regular promove bem-estar físico e mental, e relaxa tensões.

Box Chinês

Foto com duas mulheres lutando box chinês. Uma delas está de costas e a outra de frente.
Boxe chinês também atrai público feminino

Box Chinês, modalidade também ofertada pelo Esporte Universitário, é uma forma chinesa de combate corpo a corpo. Trabalhando com uma forma mais artística, mas não menos intensa, usa técnicas de queda, golpe, pulo e estabilidade.

Segundo Tie Di Giacomo, monitor desta modalidade, a ideia do oferecê-la pelo Esporte Universitário, era um plano que ele tinha desde quando entrou na UFSM, cursando Educação Física. “Como já pratico há mais de 10 anos e, por ser uma modalidade pouco conhecida, era uma boa para o pessoal conhecer e eu também gosto muito de dar aula. De acordo com ele, a modalidade apresenta muitos benefícios por ser uma luta que usa todo o corpo com quedas, socos e chutes acaba dando um ótimo preparo físico com um treino bem dinâmico muito bom pra desestressar, ter autocontrole e também serve para defesa pessoal.

Benefícios do esporte no âmbito acadêmico

De acordo com a coordenadora do Núcleo de Estudos em Exercício Físico e Saúde, Daniela Lopes dos Santos, professora do curso de Educação Física da UFSM, “a participação em esportes e atividades físicas de forma regular é extremamente importante e benéfica em qualquer fase da vida, para a manutenção da saúde geral. No caso dos estudantes universitários, torna-se ainda mais necessária, quando se observa o estilo de vida que eles levam, muitas vezes passando o dia todo sentados estudando ou em sala de aula”.

A professora comenta que tem se estudado muito a relação do nível de atividade física de um indivíduo com o seu desempenho acadêmico. “Várias pesquisas encontraram resultados indicando que a prática de atividades físicas de intensidade moderada e alta melhora significativamente o desempenho acadêmico. Isso pode ser explicado por fatores neurogênicos, fisiológicos/bioquímicos e psicológicos que predispõem o indivíduo a uma maior atenção e melhor retenção na memória”, explica. Por isso, Daniela indica que sempre vale a pena dedicar uma hora do dia a uma atividade física ou esporte, contribuindo não apenas com a saúde, mas também com melhores resultados acadêmicos.

Texto: Laura Coelho de Almeida, acadêmica de Jornalismo da UFSM e bolsista da Agência da Notícias

Fotos: Maria Luísa Viana, acadêmica de Jornalismo da UFN e estagiária da Agência de Notícias

Edição: Maurício Dias


Publicações Recentes