Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Jornada de Ciência Política promoveu debate sobre os 30 anos da Constituição Federal



Dezenas de pessoas prestigiaram na noite de ontem (24) uma discussão sobre a Constituição Federal de 1988 no auditório do prédio 74C, no campus sede da UFSM. A mesa de abertura, que teve a mediação do professor Cleber Martins, do curso de Ciências Sociais da UFSM, contou com a presença do professor da Universidade Estadual do Oeste do Paraná Osmir Dombrowski e da professora Carolina Lisowski, coordenadora do curso de Direito da Faculdade Palotina. Em sua 3ª edição, que se estendeu até esta quinta-feira (25), a Jornada de Ciência Política integrou a programação da 33ª Jornada Acadêmica Integrada (JAI).

Intitulado “Constituição e Reformas: Ganhando e Perdendo Direitos”, o painel colocou em pauta uma reflexão acerca da Constituição Federal. A partir disso, propôs à comunidade acadêmica um espaço de debate e análise da relação entre os direitos e o processo político brasileiro, com base nos 30 anos da Constituição, comemorados neste mês. “Qualquer evento acadêmico, em qualquer época, tem a finalidade de mostrar que é possível debater as questões políticas de forma independente, principalmente na atual conjuntura que vivemos agora”, destaca o professor Cleber Martins.

Os painelistas falaram sobre o processo de construção da Constituição e da importância e representatividade que ela exerce em uma sociedade democrática, através dos limites e diferenças estabelecidos por suas normas. De acordo com a constitucionalista Carolina Lisowski, “a Constituição questiona o caráter ético da sociedade, questiona o poder da corrupção e firma capacidade de resistência frente às adversidades políticas que o país passa ao longo desses 30 anos.”

Através dessa temática, a jornada buscou abrir perspectivas para debater diversos fatores explicativos sobre a construção do processo político brasileiro com as ideias de professores, acadêmicos e demais participantes.

A atividade foi organizada pelo Núcleo de Pesquisa e Estudos em Ciência Política e Núcleo de Estudos Democracia e Desigualdade, com a parceria dos cursos de licenciatura, bacharelado e pós-graduação em Ciências Sociais.

Texto: Pablo Iglesias, acadêmico de Jornalismo e bolsista da Agência de Notícias


Publicações Recentes