Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Projeto Circulação incentiva doação de sangue entre a comunidade acadêmica



Na imagem é possível ver quatro macas, todas ocupadas com doadores de sangue, e quatro profissionais da saúde
Doações ocorrem em van estacionada em frente ao RU1

Nesta terça (30), ocorre mais uma edição do Projeto Circulação. Organizado pelos Programas de Educação Tutorial (PETs) da UFSM, em parceria com o Hemocentro Regional de Santa Maria, a Prograd e a Empresa de Consultoria, Inovações Tecnológicas em Engenharia de Processos (ITEP Jr), a ação incentiva a doação de sangue entre a comunidade acadêmica.

Conforme explica José Victor Eiróz dos Santos, integrante do PET Enfermagem, o projeto foi criado há seis anos e tem como objetivo incentivar a formação de doadores regulares de sangue, medula óssea e plaquetas. Embora a ação desenvolvida na UFSM envolva apenas a doação de sangue, a pretensão é chamar atenção e educar os doadores para todos os tipos de coletas. Ainda segundo Santos, todas as bolsas de sangue coletadas serão destinadas ao Hemocentro de Santa Maria, onde será feita a análise do material para posterior doação aos pacientes.

Pela primeira vez, a ação é realizada em parceira com 11 PETs da UFSM (Agronomia, Biologia, Ciências da Computação, Ciências Sociais Aplicadas, Engenharia Civil, Comunicação Social, Engenharia Elétrica, Enfermagem, Matemática, Odontologia e Ciências da Informação) e com a Empresa de Consultoria ITEP Jr, responsável, juntamente com o PET Comunicação Social, por desenvolver as estratégias de marketing e divulgação do Projeto para os estudantes do campus. A acadêmica Lis Oliveira, do sexto semestre de Química Industrial, fez sua primeira doação nesta terça. Conforme a universitária, a ação desenvolvida a partir da parceria de 11 PETs presentes na Universidade é bastante importante e todo o processo para a realização da doação ocorreu de maneira tranquila.

No detalhe, pessoa realiza doação de sangue
Em até dez minutos ocorrem a doação de sangue

A doação dura em torno de 10 minutos e acontece dentro da van estacionada em frente ao Restaurante Universitário I (RU I) da Universidade. O veículo está equipado com ar-condicionado e todos os aparelhos necessários para que o processo seja de maneira correta, preservando o bem-estar do doador.

Para fazer a doação, o voluntário deve ter entre 18 e 60 anos, estar em boas condições de saúde e bem alimentado. Não são realizadas coletas em pessoas que fazem uso de antibióticos, portadores de diabetes, voluntários tatuados há menos de três meses ou aqueles que ingeriram álcool e drogas há menos de 24 horas. O voluntário precisa levar o documento de identidade e passar pela triagem feita pelos profissionais de saúde e integrantes do PET Enfermagem que estão atendendo no local.

Para esta ação, foram distribuídas 120 fichas de doação, tendo em vista que este é o número total de bolsas de sangue esperadas. Durante toda a ação, foram feitas 86 coletas.

Texto: Bárbara Marmor, acadêmica de Jornalismo e bolsista da Agência de Notícias

Fotos: Victoria Lopes da Rosa, acadêmica de Jornalismo e bolsista da Agência de Notícias

Edição: Maurício Dias


Publicações Recentes