Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

UFSM, RGE Sul e CPFL Energia inauguram Usina Fotovoltaica



Foi inaugurada oficialmente, na manhã desta terça-feira (6), a Usina de Microgeração Solar Fotovoltaica, instalada no campus sede da UFSM. A Usina é uma das ações do Projeto de Eficiência Energética da UFSM e foi viabilizada por meio de uma parceria com a Rio Grande Energia (RGE Sul) e a Companhia Piratininga de Força e Luz (CPFL Energia). Estiveram presentes no ato o reitor e o vice-reitor da UFSM, professores Paulo Afonso Burmann e Luciano Schuch; o presidente da RGE Sul, José Carlos Saciloto Tadiello; o gerente de eficiência energética da CPFL Energia, Felipe Henrique Zaia; o vice-prefeito de Santa Maria, Sérgio Cechin; o coordenador do projeto de Eficiência Energética da UFSM e diretor do Centro de Tecnologia, professor Tiago Marchesan; e o coordenador do projeto de Pesquisa e Desenvolvimento, professor Daniel Bernardon.  

Em funcionamento desde o mês de outubro, a Usina tem potência de 100 kW e deve gerar uma economia de cerca de R$ 140 mil por ano para a Universidade. Além desta ação, o projeto de Eficiência Energética também viabilizou a substituição de lâmpadas de alto consumo por lâmpadas de LED, em salas de aula e na Avenida Roraima, e a instalação de  uma Central de Monitoramento de Eficiência Energética, de onde os operadores podem acompanhar a geração de energia fotovoltaica e o funcionamento do sistema de iluminação. No total, a CPFL Energia e a RGE Sul investiram R$ 3,9 milhões de reais em projetos de eficiência energética e de pesquisa e desenvolvimento (P&D).

Para o gerente de eficiência energética da CPFL Energia, Felipe Henrique Zaia, a instalação da usina fotovoltaica representa um legado para a Universidade, contribuindo não somente para a economia de recursos, mas também para o desenvolvimento de novas tecnologias e a formação qualificada de recursos humanos. Já o presidente da RGE Sul, José Carlos Saciloto Tadiello, comemorou a parceria com a Universidade e reforçou o compromisso da empresa com a melhoria da prestação dos serviços e com investimentos na área da eficientização energética.

O coordenador do projeto de Eficiência Energética da UFSM, professor Tiago Marchesan, ressaltou a sinergia entre os pesquisadores, estudantes e empresas incubadas da Universidade com as concessionárias de energia. Para Marchesan, os investimentos na eficientização energética do campus representarão uma economia de recursos para a UFSM, mas também permitirão o desenvolvimento de novas pesquisas que reverterão em benefícios para a sociedade: “A UFSM é um laboratório vivo. Nós somos uma cidade de aproximadamente 35 mil habitantes. Os estudos e parcerias em projetos de pesquisa e desenvolvimento, certamente, irão prosperar mercados”, salientou o professor.

Em sua fala, o reitor da UFSM, Paulo Burmann, reforçou a  importância da pesquisa desenvolvida na Universidade e da busca por parcerias com novos atores: “Estamos dando, hoje, uma declaração inequívoca de que estamos no caminho certo”. Para Burmann, o projeto de eficiência energética desenvolvido no campus é um exemplo de transferência da ciência e da tecnologia desenvolvida na universidade para a sociedade. As ações de eficientização energética, de geração de energia fotovoltaica e de monitoramento e automação de redes de distribuição, segundo ele, “poderão servir como modelo para municípios, estados e o país inteiro”.

Texto: Assessoria de Comunicação do Gabinete do Reitor

Fotos: Mirian Quadros


Publicações Recentes