Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Calouros são recepcionados com atividades culturais no campus sede



Novas estudantes aderiram às atividades do DCE e de seus cursos

Com todo início de semestre, chegam a Universidade Federal de Santa Maria calouros de diversos lugares do Brasil, preparados para começar a vida acadêmica. Eles são recepcionados não somente pelos veteranos, mas também contam com programação especial organizada pelo Diretório Central do Estudante (DCE), pelos diretórios acadêmicos dos cursos, pelas direções das unidades de ensino, e pelas Pró-Reitorias de Assuntos Estudantis e de Extensão.

A Semana da Calourada, que tem como tema “A Universidade se pinta de povo”, começou nesta segunda-feira (11). A partir das 11h, na ponte seca do campus sede, ocorreram shows da banda Cave Canis e da cantora Ariane Lima.

Banda Cave Canis deu início à programação cultural da Semana da Calourada

A Cave Canis se apresentou pela segunda vez na Calourada. Já Ariane Lima, acompanhada do grupo “Duar”, cantou pela primeira vez na recepção dos novos estudantes. “Vamos fazer um show de música e movimento preto, como foco no protagonismo. Estaremos ocupando um lugar nosso que faz parte na minha história e da banda. É uma grande honra estar me apresentando aqui”, conta Ariane, egressa de Jornalismo.

Central da Calourada funcionará até sexta (15), das 11h às 13h30, em frente ao RU

A Semana da Calourada teve a sua programação pensada para que os alunos participassem e se integrassem, e que os calouros e calouras se sentissem à vontade e recebessem informações para a sua chegada na UFSM. Neste sentido, a Central da Calourada foi instalada em frente ao RU I e funciona das 11h às 13h30, em toda a primeira semana, para tirar as dúvidas dos estudantes, recolher formulários de bolsa formação e distribuir mapas e guias para os calouros.

Em relação à programação, o DCE destaca o Viva o Campus Especial da Calourada, que ocorrerá no domingo (17), às 17h. Ainda, o movimento estudantil ressalta a importância dos debates: “Que a Universidade se pinte de povo: Panorama do presente e lutas para o próximo período”, que ocorre na próxima terça-feira (19), às 16h30, no Auditório do Prédio 17; e “A educação em tempos de golpe: desafios e perspectivas”, na quinta-feira (21), às 16h30, no Auditório do prédio 17.

Eduarda Verissimo (de blusa amarela) com as veteranas de Teatro e de Artes Cênicas

Para os calouros que chegam, a Semana da Calourada é um momento para conhecer a Universidade e fazer amizades. “Está sendo bem acolhedor. Até para a gente, que é bixo, é muito bom conhecer várias pessoas e conviver com todos”, conta Eduarda Verissimo, 17 anos, caloura de licenciatura em Teatro, que veio de Tenente Portela, no Noroeste do Rio Grande do Sul.

Já para quem vem de longe, a semana é uma ótima forma de conhecer um pouco da cidade e sua cultura. A estudante Rebeca Kroll, 18 anos, caloura de Jornalismo, veio de Brasília e gostou das atividades. “É legal porque eu venho de fora. Então dá para conhecer os artistas daqui e as músicas. É tudo diferente”, conta. Rebeca espera gostar muito da cidade e fazer várias amizades.

Porém, não são apenas os calouros  que aproveitam a programação da Calourada. Pietra Keltika, 19 anos, está no quinto semestre de Artes Cênicas, e conta que a semana é ótima para conhecer novas pessoas. “Acho bem legal,  porque é uma forma de conhecer os bixos. Também a programação de shows é uma recepção bem legal tanto para a gente que está voltando para UFSM, quanto para o pessoa que está chegando”, comenta.

Ainda estão presentes na Semana da Calourada a Editora e Grife da UFSM, o Diário de Santa Maria, o aplicativo Garupa e o banco Sicredi.

Texto: Laura Coelho de Almeida, acadêmica de Jornalismo, bolsista da Agência de Notícias.

Fotos: Bruna Eduarda Meinen Feil, acadêmica de Jornalismo, bolsista da Agência de Notícias.

Edição: Maurício Dias


Publicações Recentes