Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Projeto de pesquisa vai contribuir para viabilizar a produção de oliveiras no Sul do Brasil



Na última sexta-feira (3), foi realizada no Colégio Politécnico da UFSM uma reunião técnica para iniciar a elaboração de um projeto de pesquisa para contribuir na viabilização da produção de oliveiras na região Sul do Brasil. A iniciativa foi tomada porque anualmente a área cultivada com oliveiras no Brasil aumenta, mas são escassos os conhecimentos técnicos, especialmente com relação às condições de clima e solo do Sul do Brasil, o que permite a proposição de práticas de manejo para a cultura.

Estiveram presente mais de 15 professores e pesquisadores, vinculados à UFSM, Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Instituto Federal Farroupilha (IFF), Universidade Estadual Paulista (Unesp), Secretaria Estadual da Agricultura e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) – unidade Clima Temperado. Também participaram consultores que realizam atividades na cadeia produtiva da oliveira.

O projeto de pesquisa que está sendo elaborado conta com a participação de mais de 40 pesquisadores, professores e técnicos ligados à cadeia produtiva da oliveira. Eles vão contribuir com conhecimentos em diversas áreas, como classificação de solos, calagem e adubação, nutrição mineral de plantas, biologia do solo, entomologia, fitopatologia, manejo de plantas, pós-colheita e qualidade do azeite de oliva.

Recursos serão obtidos e investidos em pesquisas, cujos resultados serão utilizados pela cadeia produtiva da oliveira, para aumentar e manter a regularidade de produção, bem como para melhorar a qualidade do azeite produzido.

Construído de forma coletiva entre os profissionais e instituições envolvidos, o projeto tem a coordenação geral dos professores Gustavo Brunetto, do Departamento de Solos da UFSM, e Vagner Brasil, da Unipampa. O projeto, que está em fase elaboração, também tem coordenadores de áreas temáticas, como Solos, Planta e Pós-Colheita, que vão coordenar as atividades realizadas por vários professores.


Publicações Recentes