Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Acadêmicos da UFSM participam do Dia D de Combate à Dengue em Palmeira das Missões



Alunos da UFSM auxiliaram a Vigilância em Saúde nas ações de combate ao mosquito da dengue

Na última quarta-feira (8), a Vigilância em Saúde de Palmeira das Missões realizou o Dia D de Combate ao Aedes aegypti. A ação ocorreu simultaneamente em todos os bairros do município, através das Estratégias de Saúde da Família (ESFs) locais, em parceria com órgãos públicos e entidades municipais. Acadêmicos dos cursos de Ciências Biológicas e Enfermagem do campus da UFSM fizeram parte das equipes que realizaram atividades junto à comunidade, como entrega de material informativo à população, esclarecimentos de dúvidas a respeito da dengue e recolhimento de pequenos recipientes que possam acumular água.

Fabrício Vieira, agente de combate a endemias da Vigilância em Saúde de Palmeira das Missões, salientou a importância do cuidado diário que os moradores devem ter em suas residências para evitar a proliferação da doença. “A gente já teve no município um caso positivo de dengue e temos a presença do mosquito em toda a cidade, assim como em cidades vizinhas. Então, temos que ter esse cuidado diário de cada um cuidar do seu pátio e evitar o acúmulo de água parada, como manter a piscina clorada e, quem tem depósito de água para lavar a calçada, procurar colocar um pouco de água sanitária, deixar o recipiente tampado e no máximo por 5 dias a mesma água”, explicou o agente.

A orientação é que os moradores verifiquem os pátios ao menos uma vez por semana, ação que pode evitar um criadouro do mosquito. “Nós fizemos essa ação do dia D contra a dengue para conscientizar a população através de uma caminhada pelo bairro para conversar com os moradores. Acho importante essas iniciativas porque a gente já tem também vários casos de dengue em Sarandi e daqui a pouco a proliferação da doença pode aumentar se não tomarmos os devidos cuidados”, salientou a enfermeira coordenadora da unidade ESF Vista Alegre, Rita Lúcia.

A professora e coordenadora do curso de Ciências Biológicas do campus, Vanessa Fortes, participou da ação junto com os acadêmicos. “A gente trouxe o curso de Ciências Biológicas porque entendemos que essa área de saúde pública, saneamento e combate a essas doenças veiculadas por vetores, como os insetos, é muito importante para a atuação do biólogo. No caso da dengue, o combate depende bastante do envolvimento da população, então o biólogo tem um papel essencial como educador. Por isso, estamos participando para ajudar nessa conscientização da população, porque é no dia a dia, é cuidando para não ter lixo ou locais que acumulem água no pátio e que possam ser locais de proliferação do mosquito. Essa ação do dia a dia não requer muito trabalho, requer que a população se conscientize. Por isso, nós como biólogos, futuros biólogos e educadores precisamos participar desse tipo de atividade e precisamos que toda a população se mobilize para o combate ao mosquito”, destacou a professora.

Texto: Assessoria de Comunicação do Campus de Palmeira das Missões


Publicações Recentes