Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Vale Vêneto recebe a 34ª edição do Festival Internacional de Inverno da UFSM



Desde 1986, Vale Vêneto, distrito do município de São João do Polêsine, na Quarta Colônia, recebe o Festival Internacional de Inverno da UFSM. Neste ano, o evento chega à sua 34ª edição, que começou no domingo anterior (28) e segue até o próximo domingo (4). O objetivo é oferecer aperfeiçoamento e integração musical para musicistas de todo o país.

Foto mostra grupo de músicos, sentados, tocando violoncelo enquanto olham para partituras
Alunos ensaiam dentro da igreja, em Vale Vêneto

Com uma programação repleta de oficinas e atividades voltadas ao aprendizado da música, o festival recebe nesta edição cerca de 131 inscritos e dezenas de professores da instituição e docentes de outras regiões do Brasil e do mundo. O professor Gilmar Goulart, membro da coordenação geral do evento, define o festival como um intercâmbio de ideias. “Aqui os alunos têm a sua criatividade estimulada a partir da convivência diferenciada com pessoas que vêm de toda parte e pelo clima que o Vale oferece. Ao mesmo tempo em que o festival oferece ensino, ele também acolhe”, pontua.

Atividades da semana

As oficinas de instrumento, regência, canto e educação musical, o recital dos professores convidados e dos alunos integram a programação das atividades da semana, que ocorrem no prédio do Seminário Rainha dos Apóstolos. Durante os dias do evento, o local concentra grande parte da programação musical do festival.

Para muitos dos alunos, a relevância do festival reside no contato com a música em um ambiente que não é acadêmico e no compartilhamento de ideias, que ocorre tanto nas oficinas, quanto no vai e vem pelas ruas de Vale Vêneto. “Participar do Festival de Inverno emociona e ensina muito. Aqui tem gente de lugares diferentes e que falam outras línguas, e falar outro idioma aqui não é um problema, pois mesmo que a oficina esteja sendo ministrada por um professor estrangeiro, tudo se une através da música e isso é lindo”, afirma a estudante de violoncelo Mariana Berg.

O recital de professores é um dos momentos mais emocionantes para o público. A cada dia, professores são convidados a se apresentar na sala de concertos, promovendo o intercâmbio de ideias que define o evento, através da representação de sinfonias e clássicos da música instrumental. Neste ano, o festival conta com a participação de professores do Brasil, Uruguai, Itália, Estados Unidos e Rússia, que são convidados com base em seus currículos ou por indicação da organização.

Além disso, todos os dias a Orquestra Sinfônica se reúne em um ensaio na Igreja Corpus Christi para o concerto final, que ocorrerá no domingo, às 20h, no Centro de Convenções da UFSM, localizado em Santa Maria, no campus sede.

Foto da Igreja de Vale Vêneto à noite com iluminação especial
Igreja Corpus Christi, em Vale Vêneto, é um dos símbolos arquitetônicos da Quarta Colônia de Imigração Italiana

Semana Cultural Italiana

Colonizado por italianos, o pequeno distrito de Vale Vêneto recebe, junto com o festival, a Semana Cultural Italiana. O evento, realizado por moradores, promove durante a semana uma celebração à cultura dos seus antepassados, com comercialização de produtos italianos, jantares com comidas típicas e apresentações artísticas.

Para os moradores, é um momento de retorno às origens e celebração da memória, que se une à musicalidade do festival. “É uma cultura que nos faz retornar ao tempo de nossos avós. Aqui a gente dorme e acorda com música. É fascinante”, ressalta a moradora Zelsa Zappe.

A programação completa e outras informações sobre o festival estão disponíveis aqui.

Texto e fotos: Pablo Iglesias, acadêmico de Jornalismo e bolsista da Agência de Notícias


Publicações Recentes