Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

CovidPsiq lança quarta etapa da pesquisa sobre os impactos da pandemia na saúde mental



A quarta etapa da pesquisa sobre os impactos da pandemia na saúde mental dos brasileiros, realizada pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), já está disponível no link. O questionário pode ser respondido até o dia 11 de fevereiro, por maiores de 18 anos, residentes no Brasil ou brasileiros que morem no exterior.

A novidade desta etapa é um maior foco no acompanhamento da evolução dos sintomas já identificados nas outras três etapas da pesquisa. Isto é, serão relacionados os diferentes momentos da pandemia com as percepções e sintomas informados pelos participantes. Além das questões objetivas, também foi incluída uma pergunta aberta para que as pessoas possam descrever como estão se sentindo durante o período na pandemia. A ideia é que esses relatos de experiência possam levantar questionamentos ainda não abordados nas etapas anteriores. 

As outras três etapas da pesquisa foram realizadas até o mês de outubro de 2020. Mais de 5.700 pessoas responderam às perguntas sobre isolamento social, situação econômica, sintomas emocionais e comportamentais e hábitos de vida. Os dados obtidos até agora apontam que houve uma tendência de redução de sintomas de estresse e de ansiedade ao longo do período de distanciamento social. Em relação aos sintomas de transtorno de estresse pós-traumático, a segunda etapa foi a que apresentou os maiores índices.  Já quanto à depressão, foi registrada uma redução dos sintomas na metade do ano e um aumento na terceira etapa. Ao final da pesquisa, as evidências científicas produzidas servirão como referência para ações de intervenção governamentais e privadas.

O projeto CovidPsiq é desenvolvido desde abril, na Coordenadoria de Ações Educacionais (Caed) da UFSM, sob a coordenação do médico psiquiatra e professor do Departamento de Neuropsiquiatria Vítor Crestani Calegaro. Ainda fazem parte da equipe mais de 70 pessoas, entre médicos psiquiatras, psicólogos, professores, residentes e alunos de graduação e pós-graduação, da UFSM, Hospital Universitário de Santa Maria (Husm), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade Franciscana (UFN) e Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). 

Quem quiser receber a pesquisa em seu e-mail pode fazer o cadastro no site www.covidpsiq.org. A pesquisa é totalmente voluntária e os dados são confidenciais e anônimos. A única informação pessoal é o endereço de e-mail. Além disso, os resultados são de livre acesso e ficam disponibilizados na página do projeto. Outras ações também podem ser conhecidas nas redes sociais.  

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes