Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Com apoio da UFSM, Festa Literária de Santa Maria retorna em outubro

5ª Flism será realizada de 5 a 8 de outubro, no auditório da Cesma



A 5ª edição da Festa Literária de Santa Maria (Flism) será realizada de forma presencial entre os dias 5 e 8 de outubro, no auditório da Cesma, no centro de Santa Maria. Apoiada pelo Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) da UFSM, a celebração da literatura regional, nacional e internacional mais uma vez contará com palestras e conversas mediadas por docentes, pesquisadores e escritores da Universidade, além de convidados especiais.

Discussões atuais da sociedade através da literatura

Como em anos anteriores, a Flism irá discutir temas sociais apoiados em obras literárias premiadas. Como ocorrerá com a presença de Taiasmin Ohnmacht, finalista do Prêmio São Paulo de Literatura, na categoria Melhor Romance de Estreia de 2021, com “Vozes de Retratos íntimos”, pela Editora Taverna. Nele, a narradora-personagem atrela as suas memórias familiares ao racismo estrutural que domina a sociedade brasileira, ao mesmo tempo imaginando formas de reexistência e ressignificação dessa história. A mediação é de Ilse Vivian.

Para discutir “Literatura no Caos da Informação”, o convidado é o escritor Michel Laub, com obras de destaque, como “Música Anterior”, que recebeu o Prêmio Erico Verissimo da União Brasileira de Escritores, na categoria Revelação, e “Diário da Queda”, ganhadora dos prêmios Brasília de Literatura e Bravo/Bradesco, na categoria Romance. Em conversa com Renata de Felippe e Gérson Werlang, Michel falará de seu livro e do papel da literatura num mundo imerso nos excessos do caos informativo.

Já no painel “Musas Praguejadoras da Literatura”, a convidada é a autora de “Boca do Inferno”, Ana Miranda. A história, protagonizada por Gregório de Matos e Antonio Vieira, é considerada percursora do novo romance histórico brasileiro e foi traduzida para diversos idiomas. Com mediação de Raquel Trentin Oliveira, Ana abordará sua produção textual construída de uma perspectiva multicultural, contestadora de discursos e poderes dominantes, baseada na memória da literatura brasileira e do Brasil como um todo.

Além disso, o autor de mais de 100 títulos de literatura infanto-juvenil, como “A Droga da Obediência”, “Papo de Sapato” e “O Fantástico Mistério de Feiurinha” junta-se às atrações da Festa Literária. Pedro Bandeira escreve há mais de quatro décadas para crianças e adolescentes e, aos 80 anos, continua ativo, agora também nas redes sociais. Na Flism, Enéias Tavares conversará com o escritor sobre sua história.

Debates sobre clássicos

Não obstante, autores que já partiram, mas marcaram seus nomes na história da literatura, estarão com seu legado em pauta no evento. Um deles é James Joyce, autor do chamado maior romance do século XX, “Ulysses”. Em um bate-papo, Mônica Stefani e Lielson Zeni abordarão a longevidade da obra após um século de lançamento. Outro nome prestigiado é de Carolina Maria de Jesus, conhecida por “Quarto de Despejo”. Sua vida, obra e polêmicas serão perpassadas com base em suas experiências pela literatura de autoria negra.

Entusiastas de clássicos da literatura mundial também poderão acompanhar a palestra sobre Emily Brontë, autora de “Morro dos Ventos Uivantes”, responsável por abrir caminhos do romantismo oitocentista. Neste painel, Marcia Heloísa, escritora de “Vitorianas Macabras” e estudiosa da ficção inglesa da época, discutirá a obra e o tempo de Brontë.

Não menos importante, Felipe de Oliveira, influente poeta da Semana de Arte Moderna de 1922, santa-mariense, autor de “Lanterna Verde” e figura política da Revolução de 1930, terá seu dia de discussão, comandado por Pedro Brum e Lucas Zamberlan.

Inscrições abertas

As inscrições para o evento podem ser feitas gratuitamente pelo e-mail contato.flism@gmail.com ou pelo formulário. A presença em 70% das atividades dá direito a certificado de 16h.
 
Mais informações e a programação da Flism podem ser acompanhadas no Instagram e no Facebook.
 
Texto: Gabrielle Pillon, acadêmica de Jornalismo, bolsista da Agência de Notícias
Edição: Ricardo Bonfanti, jornalista
 
Divulgue este conteúdo:
https://ufsm.br/r-1-59807

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes