Ir para o conteúdo Produção Editorial Ir para o menu Produção Editorial Ir para a busca no site Produção Editorial Ir para o rodapé Produção Editorial
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Largados & PErdidos – um guia de sobrevivência na Produção Editorial



O curso de Produção Editorial da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) é uma graduação disposta em 4 anos (8 semestres) de duração, e diferencia-se dos demais cursos da Comunicação Social da UFSM por ter uma proposta de abordagem focada na produção de conteúdo e edição de publicações para múltiplas plataformas. Foi criado em 2010, idealizado a partir de uma proposta que surgiu com a Reestruturação e Expansão das Universidades Federais do Brasil (REUNI) em 2008 e, portanto, completou dez anos em 2020. Durante esse período, o curso sofreu algumas mudanças e se desenvolveu em diversos aspectos, o que ajudou em seu processo de qualidade e reconhecimento dentro do ambiente universitário e fora dele, formando alunos com excelência. 

Primeira turma de PE reunida 

Em comemoração a esta data, conversamos com alguns alunos e ex-alunos do curso para evidenciar suas narrativas sobre como é fazer parte dos 10 anos de Produção Editorial, suas experiências na graduação e que impactos isso trouxe para o crescimento tanto profissional quanto pessoal de todos eles . Uma das primeiras perguntas que fizemos foi sobre como os acadêmicos de PE chegaram até o curso. Dentre as respostas mais frequentes, foram relatados, por exemplo: a paixão por livros, a  familiaridade com a literatura, a participação no Descubra, que é um evento realizado pela UFSM para escolas do ensino médio, entre outros. A acadêmica Maria Tereza, do oitavo semestre, relatou que ao descobrir que o curso ia além da editoração de livros e que abordava outras áreas como audiovisual e fotografia, se encantou imediatamente e soube que era aquilo o que queria para a sua carreira profissional.

Um outro ponto significativo abordado nos depoimentos foi o diferencial que a universidade tem em ser um dos primeiros cursos de produção editorial do país,   um curso com uma proposta nova na área da comunicação e que ainda é um pouco desconhecido, mas justamente por isso, inovador na proposta. O acadêmico Lucas Braga, cursando o quarto semestre, afirma que é muito bom fazer parte de um curso tão novo, pois o mercado de trabalho está se formando a partir desses primeiros estudantes. Isso dá a oportunidade para fazer parte do processo de evolução da área e torná-la reconhecida no âmbito da comunicação. Além disso, disse que é necessário união  e explorar as pluralidades na dinâmica da graduação e do mercado para o desenvolvimento do curso.    

Lucas Braga e colegas na Feira do Livro

Entrevistamos também os egressos Fábio Brust e Juliana Segalla, ambos da primeira turma de PE, e eles contaram um pouco sobre a trajetória dentro do curso,   as experiências únicas que isso os proporcionou, e deixaram um depoimentos sobre  os 10 anos de curso. “No começo nós estávamos sem rumo e hoje eu consigo ver que o rumo é muito claro, hoje o curso brilha de uma maneira muito especial.”, relatou Fábio. Já a Juliana comentou sobre estar  muito satisfeita na área de Produção Editorial,  e a felicidade ao ver o curso completar 10 anos tendo participado  dessa história. “As coisas como estão hoje evoluíram muito e eu estou muito feliz de ver que tem muita gente querendo fazer PE”, disse ela.

Para os que entraram agora na universidade, estão passando por um momento muito atípico no qual vivemos uma pandemia e, por consequência, teve as atividades presenciais suspensas. Como é o caso do Vinicius Garcez, que teve seu primeiro contato com o curso de forma remota e à distância. “Passamos por um momento delicado de adaptação e mudança, mas com a chegada do REDE as aulas ficaram muito mais organizadas”, comentou ele. Ana Julia Rodrigues, que também está cursando o segundo semestre via REDE, opinou sobre esse novo sistema  e  acredita que a união e a troca entre alunos e professores ficou mais forte durante esse período. “Espero que logo possa voltar ao normal, com muita saúde e vontade de estudar”, relata ela.

Bixos 2020 em seu trote

E ao longo do curso, é comum passar por diversas dificuldades e desafios que afetam o desenvolvimento da graduação e que colocam em prova a paciência do estudante. Então, para facilitar a sobrevivência de vocês dentro do curso de Produção Editorial, reunimos algumas dicas com alunos e ex-alunos que já passaram por diversas situações difíceis e que tiveram que aprender a lidar com elas.

 

Produção editorial não é só livro. Estudem! Pesquisem!”

José Luiz

 

“Vá no Brahma! Vá no trote! E não deixem para estudar na última hora.”

Augusto Grigolo

 

“Não tenham medo de fazer o que vocês querem fazer. Esse é o momento de tentar e errar,e tentar de novo… e ser livre para experimentar. Aproveitem cada segundo!”

Maria Tereza

 

“Entre no curso sem pressão! O curso te possibilita conhecer outras partes e você vai se apaixonar por elas.”

Lucas Braga

 

“Pesquise sobre o curso antes e descubra se é realmente o que você gosta. Acredite no potencial do curso… às vezes as coisas mais difíceis são as que valem a pena!” 

Fabio Brust

 

“Confiem nos seus veteranos,  eles já passaram por isso e saberão guiá-los.”

Leticia Cardoso

 

“Tente absorver o máximo de conteúdo possível. Erros vão acontecer mas é com eles que se aprende!”

Juliana Segalla

 

“É um curso com muita leitura e teoria, então é sempre bom ler tudo o que os professores pedem. Tudo que eles mostrarem ajudará de alguma forma! Utilize muito bem o espaço que o curso lhe dá, isso é o mais importante.”

Vinicius Garcez

 

Texto: Mayara Menezes e Patricia Queiroz

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes