Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Pró-Reitoria de Extensão realiza debate sobre a Agenda 2030



Professor Lucas Veiga Avilla apresentou panorama da Agenda 2030

As ações de sustentabilidade foram o tema de encontro realizado na tarde desta sexta-feira (26) na sala 4226 do prédio 74C no campus sede da UFSM. Organizado pela Pró-Reitoria de Extensão, o evento reuniu a comunidade acadêmica para debater e conhecer temas relacionados à implementação da Agenda 2030.

Na ocasião, o pró-reitor adjunto de Extensão, Rudiney Pereira, relatou aos presentes a finalidade da Agenda, seus objetivos e a relevância desta para as instituições de ensino superior. De acordo com o pró-reitor, um pequeno grupo de docentes foi designado para debater as questões institucionais da ação. “A Agenda 2030 é um grande passo na internacionalização da nossa universidade. É uma forma de abrir horizontes de trabalho à comunidade acadêmica”, afirma.

O encontro contou com a presença do professor Lucas Veiga Avilla, do campus de Cachoeira do Sul, que abordou em sua tese as ações da Agenda 2030. Em sua explanação, o professor destacou o pioneirismo da UFSM em oferecer o espaço para conversar sobre esse plano de ação, bem como do Brasil no que diz respeito às ações sustentáveis. Quanto a isso, ele deu como exemplos as conferências Rio 92 e Rio + 20. O convidado trouxe ainda informações relacionadas às principais barreiras enfrentadas pela ação, como falta de planejamento, falta de comitês ambientais e falta de continuidade nos projetos.

Com o slogan “17 objetivos para mudar o mundo” a Agenda 2030 é um plano de ação da Organização das Nações Unidas (ONU), para as pessoas, para o planeta e para a prosperidade. Além disso, busca a paz, erradicação da pobreza em todas as dimensões, concretização dos direitos humanos, igualdade de gênero e empoderamento feminino. Dessa forma, o plano segue as três dimensões do desenvolvimento sustentável: a econômica, a social e a ambiental. Com isso, estes objetivos e metas estimularão a ação pelos próximos 15 anos em áreas de importância crucial para a humanidade e para o planeta.

Texto: Pablo Iglesias, acadêmico de Jornalismo e bolsista da Agência de Notícias

Foto: Laura Almeida, acadêmica de Jornalismo e bolsista da Agência de Notícias


Publicações Recentes