Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Divulgados os resultados do Fórum Regional Permanente de Extensão



A Pró-Reitoria de Extensão torna público os resultados do Fórum Regional Permanente de Extensão de 2018 da UFSM. O Fórum teve como objetivo identificar as demandas consideradas prioritárias pelas comunidades locais e regionais dos municípios onde a UFSM tem presença física – Santa Maria, Cachoeira do Sul, Frederico Westphalen e Palmeira das Missões.

A coleta de demandas e prioridades permite contribuições em diferentes eixos temáticos. Os dados serão utilizados como referência para o desenvolvimento de projetos de extensão – iniciativas que permitem à Universidade estender à sociedade os conhecimentos gerados por meio do ensino e da pesquisa, promovendo intercâmbio de conhecimentos e experiências entre a comunidade acadêmica e os diversos setores da sociedade. Para isso, os resultados servirão de base para avaliação de ações de extensão no FIEX (Fundo de Incentivo à Extensão), valorando aquelas que melhor atenderem as demandas levantadas pelo Fórum.

A plataforma esteve aberta para toda a comunidade (interna e externa) entre 11 de outubro e 10 de dezembro. Os participantes puderam eleger as prioridades a partir de oito eixos básicos da extensão: saúde, cultura, educação, meio ambiente, direitos humanos e justiça, tecnologia e produção, comunicação e trabalho (eixos definidos a partir da Política Nacional de Extensão). Esses eixos ainda se subdividiam em 54 linhas temáticas que especificavam e focalizavam as ações.

Os resultados totais a partir dos dados coletados em todos os campi da UFSM indicam que a área prioritária para o desenvolvimento dos projetos de extensão é a área da saúde, com 20,39% das respostas, seguida de cultura (18,45%) e educação (18,39%). Os resultados completos podem ser obtidos no Site da PRE.

Resultados nos campi:

No Campus de Frederico Westphalen a prioridade eleita foi Tecnologia e Produção (22,52%), seguido de Educação (21,62%) e Comunicação (14,41%).

No Campus de Palmeira das Missões houve empate na escolha da prioridade. Saúde e Educação tiveram ambas 24,87% dos votos. Seguido de Tecnologia e Produção (13,23%).

No Campus Cachoeira do Sul, a prioridade eleita foi Tecnologia e Produção (30,15%), seguido de educação (21,32%) e cultura (15,44).

Já no Campus Sede, a prioridade foi para ações voltadas à saúde (22,36%), seguidas de cultura (21,83%) e educação (16,88).



Publicações Recentes