Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Grupo Oigalê apresenta espetáculo gratuito com audiodescrição e libras no Campus da UFSM



Espetáculo leva para dez cidades gaúchas a arte mambembe do teatro de rua com inclusão.e acessibilidade.

A Oigalê Cooperativa de Artistas Teatrais apresenta neste domingo (7) na UFSM o espetáculo de teatro de rua “Circo de Horrores e Maravilhas” . A peça, que será apresentada às 16h próximo ao lago da Reitoria, tem como diferencial a tradução simultânea em LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais), realizada pelas próprias atrizes, e Audiodescrição.

O espetáculo, que faz parte de um projeto com financiamento do Governo do Estado do Rio Grande do Sul através do Fundo Pró-Cultura RS (FAC), levará
a tradição mambembe do teatro de rua para as praças e parques  de dez cidades do interior gaúcho. Em Santa Maria, o espetáculo tem o apoio do Centro de Artes e Letras da UFSM.

O projeto também conta com oficinas e bate-papos sobre o fazer artístico do grupo, que completa 20 anos de trabalho em 2019. O espetáculo ‘Circo de Horrores e Maravilhas’ se apresenta também em Cachoeira do Sul, na segunda-feira (8) e também passa pelas cidades de Torres, Montenegro, São Pedro da Serra, Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Taquara, Rolante e Osório.

Sinopse:

“Circo de Horrores e Maravilhas” é uma farsa baseada nos tradicionais circos dos horrores do início do século passado, que exibiam pessoas ‘diferentes’ como objetos de diversão.

O espetáculo reflete sobre a exclusão, de uma forma divertida e poética. A barbada, a gigante, as siamesas, são algumas das atrações internacionais que descortinam suas histórias. Mulheres que evidenciam a superação de dificuldades, frequentemente vividas por aqueles que não se enquadram nos padrões de normalidade impostos pela sociedade.

Ficha Técnica:

Texto e Trilha Sonora:Fernando, Kike Barbosa eVera Parenza
Direção: Cláudia Sachs e Vera Parenza
Atuação: Roberta Darkevicz e Vera Parenza
Preparação e Direção Musical: Simone Rasslan
Arranjos: Beto Chedid
Audiodescrição: Ilson Fonseca
Figurinos e Adereços: Alexandre Magalhães e Silva
Cenografia: Luís Marasca
Assistente de Cenografia: Lia Rodrigues

Informações: Vera Parenza (divulgação)
Fotografia: Cláudia Sachs




Publicações Recentes