Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

Coordenador da SAI discute cooperação na área de ciências exatas com instituições do Reino Unido



Coordenador da SAI (à direita) esteve no Reino Unido e discutiu atividades de internacionalização e possibilidades de cooperação

O coordenador da Secretaria de Apoio Internacional (SAI), professor Érico Marlon Flores, participou, a convite da Royal Society of Chemistry (RSC), da reunião do Conselho Editorial do Journal of Analytical Atomic Spectrometry (JAAS). A reunião aconteceu em Cambridge (Reino Unido), no último dia 1º de abril .

A reunião contou com especialistas de diversos países (Inglaterra, Alemanha, EUA, China, Espanha, entre outros). Além dos aspectos técnicos, foram discutidos diversos assuntos referentes às atividades de internacionalização e possibilidades de cooperação entre a UFSM e universidades do Reino Unido na área de ciências exatas. O professor Érico, foi convidado da RSC pela excelente relação do Brasil com o Reino Unido, pela política de internacionalização da UFSM e também pelas contribuições para a área de de Química, em especial no campo da Espectrometria Atômica aplicada para o controle de qualidade de alimentos, fármacos, amostras ambientais e de interesse industrial.

O professor Érico é também pesquisador dos Programas de Pós-Graduação em Química e de Engenharia Química da UFSM, docente no Departamento de Química/CCNE e coordenador do Laboratório de Análises Químicas Industriais e Ambientais da universidade (LAQIA). Entre as contribuições, destacam-se os desenvolvimentos na área de preparo de amostras aplicados à determinação de elementos essenciais e tóxicos por técnicas de espectrometria atômica, uma das especialidades do LAQIA.

Sobre a Royal Society of Chemistry

A Royal Society of Chemistry (RSC) é uma associação profissional, com sede no Reino Unido, que foi criada com o objetivo de promover o avanço das ciências químicas. Foi formada em 1980 a partir da fusão da Sociedade de Química, do Instituto Real de Química, da Sociedade de Faraday e da Sociedade de Química Analítica. Em seu início a RSC teve uma adesão de cerca de 34.000 pessoas no Reino Unido e mais de 8.000 membros no exterior. A sede da RSC é em Burlington House, Londres e possui, também, um escritório em Cambridge/UK, nos Estados Unidos da América, Brasil, China e Índia. A organização promove atividades de pesquisa, publica periódicos de divulgação científica, livros e bases de dados, bem como a realização de conferências, seminários e workshops. As revistas publicadas pela RSC, em especial o JAAS (que possui Fator de Impacto superior a 3,5), estão entre os mais respeitados da literatura científica.

Texto: Secretaria de Apoio Internacional


Publicações Recentes