Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita
Início do conteúdo

CEFD realiza primeiro Simpósio Internacional na área da Educação Física



À frente professor apresenta palestra enquanto público observa
Professor explicou proposta de mudança curricular na área de educação física

A partir de uma cooperação acadêmica internacional entre Alemanha e Brasil, as professoras do Centro de Educação Física e Desporto (CEFD), Luciana Erina Palma e Marli Hatje, desenvolveram o primeiro Simpósio Internacional da Educação Física na UFSM.A ideia conta com a colaboração do professor Reiner Hildebrandt-Stramann e da professora Heike Beckmann, que vieram da Universidade de Tecnologia de Braunschweig (TU-BS – Alemanha) por meio de financiamento do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD).

A parceria entre os países possui quatro metas. A primeira resultou em uma visita técnica das duas docentes da UFSM nas universidades da Alemanha, Espanha e Portugal, com o objetivo de conhecer diferentes formações em Educação Física, durante 21 dias em maio deste ano. A segunda, a realização do primeiro Simpósio Internacional da Educação Física, que ocorre na UFSM até a metade de setembro. A terceira, o desenvolvimento do próximo simpósio, previsto para 2020. A quarta, a elaboração de um livro com todas as experiências das fases anteriores. 

Estudantes avaliam fotos fixadas na parede, que representam diferentes movimentos
Participantes de oficina tiveram de imitar cenas que encontraram em fotos dispostas nas paredes do CEFD

O acordo entre as universidades tem como base projeto que busca o desenvolvimento de um novo currículo na área da Educação Física. O professor Reiner, especialista em didática, defende um currículo por módulos e busca, nas atividades que ministra, mostrar e explicar como funciona. “O que estou propondo é um currículo modularizado com conteúdos diferentes. É uma proposta completamente diferente em relação aos currículos existentes não só na Educação Física, mas em todos os departamentos da Universidade. Os temas deste simpósio, talvez, possam possibilitar uma pequena vista mais clara sobre os possíveis conteúdos de um novo currículo”, explicou Reiner. 

A oficina teórico-prática “Inclusão Através das Relações de  Movimento” foi uma das atividades realizadas pelos professores na última sexta-feira (30). Com uma temática voltada para a inclusão de diferentes pessoas por meio da interação e dos movimentos do corpo, os participantes tiveram como tarefa visualizar as fotografias fixadas na parede do CEFD e imitar o que estavam vendo. “Todas essas fotos que você vê aqui significam uma categoria. São atividades que envolvem todas as pessoas, independente da idade”, comentou Marli.

A ideia, segundo a professora, é levar atividades diferentes para o CEFD e refletir didaticamente sobre aquilo que fazem e estão aprendendo. “De outra forma, a gente está colaborando com a Universidade que tem como um dos pilares, do Plano de Desenvolvimento Institucional, a internacionalização”, explicou.

As atividades, que começaram no dia 26, seguirão até 11 de setembro. Na manhã desta terça (3), ocorreu a mesa-redonda “O Papel de um Centro Didático Interdisciplinar na Formação Profissional: Desafios e Perspectivas”, na sala 218 da Reitoria. À tarde, aconteceram oficinas sobre “Educação Física Escolar: Campo de Experiência e Aprendizagem com correr, saltar e lançar”, onde acadêmicos dos programas Residência Pedagógica e PIBID da UFSM realizarão atividades práticas com alunos de escolas públicas de Santa Maria. 

Próximas datas 

Na tarde desta quarta (4), acontecerá a mesa redonda “Infância e Movimento”. Com 120 vagas e inscrições no local, a atividade será no prédio 16 do Centro de Educação da UFSM. No dia 9, à tarde, uma oficina em escolas públicas será realizada e, no dia 10, seminário de avaliação das intervenções realizadas. Com 50 vagas, a preferência é para participantes das oficinas teórico-práticas desenvolvidas durante o simpósio. No dia 11, encerram-se as atividades com reunião de avaliação do primeiro simpósio e planejamento da próxima fase do projeto. 

Texto e fotos: Eloíze Moraes, acadêmica de Jornalismo e bolsista da Agência de Notícias.


Publicações Recentes