Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

UFSM se torna membro de grupo internacional de Universidades de excelência em ensino de Engenharia



Na última quarta-feira, 18 de novembro, a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) apresentou sua candidatura para integrar a iniciativa Conceive Design Implement Operate (CDIO) no evento anual CDIO Latin-America. Desde setembro uma comissão de coordenadores de curso e professores do Centro de Tecnologia e do Campus de Cachoeira do Sul elaborou uma documentação relatando a experiência da UFSM com a metodologia CDIO. Após processo de avaliação e apresentação da candidatura pelo professor Dr. Lucas Vizzotto Bellinaso no evento, a UFSM teve sua candidatura aceita, e agora faz parte da iniciativa CDIO, um grupo internacional de Universidades que buscam a excelência no ensino de Engenharia.

Iniciado pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) nos anos 90, a iniciativa CDIO envolve mais de 150 universidades de excelência em Engenharia de todo mundo, incluindo 6 Universidades Brasileiras. Ao final do CDIO Latin-America, mais 4 universidade brasileiras e 1 colombiana foram admitidas na iniciativa. A UFSM é a primeira universidade pública da região Sul do Brasil a se tornar membro do CDIO.

Como é a metodologia da Iniciativa CDIO?

A Iniciativa CDIO utiliza uma estrutura educacional que desenvolve as competências de engenharia através da prática de realização de projetos, envolvendo as fases de concepção, projeto, implementação e operação, e considerando o contexto empresarial, social e ambiental. Através de metodologias de ensino focadas no aluno, como projetos em grupo e aprendizagem baseada em problemas, a abordagem CDIO procura não somente desenvolver o conhecimento técnico, mas também habilidades pessoais, profissionais e de comunicação, cada vez mais demandadas pela sociedade. Em todo o mundo, as Universidades participantes da iniciativa adotam essa metodologia para avaliar e planejar o currículo dos cursos a partir do perfil dos Engenheiros que se deseja formar. A Iniciativa CDIO fornece recursos e incentiva a troca de experiências entre as Universidades participantes, para que possam melhorar continuamente seus cursos de graduação em Engenharia.

Porque metodologias como essa são importantes?

Atualmente a sociedade demanda profissionais não somente com habilidades técnicas, com também com habilidades pessoais e interpessoais.  De acordo com um estudo realizado pela consultoria Page Personnel e divulgado no Portal G1, 90% dos profissionais das empresas são contratados pelo perfil técnico e demitidos pelo comportamental. Por isso, é muito importante que os estudantes desenvolvam projetos de Engenharia em equipe, assim desenvolvendo um perfil técnico aliado ao comportamental. Além disso, em 2019 foram lançadas as novas Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de Engenharia, que levam em conta as mesmas questões. A adoção da metodologia CDIO é uma maneira de atender às novas Diretrizes Curriculares Nacionais e, ao mesmo tempo, alinhar-se às práticas das melhores escolas de engenharia do mundo. 

Como a metodologia CDIO é aplicada na UFSM e quais perspectivas de mudança?

O principal argumento para a inclusão da UFSM na iniciativa CDIO foi a experiência prévia do curso de Engenharia Aeroespacial com a metodologia. Após mudança curricular ocorrida em 2017, o curso de Engenharia Aeroespacial começou a adotar a abordagem CDIO em 2018, quando introduziu quatro disciplinas de “Concepção, Projeto, Implementação e Operação” (CPIO) do início até o final do curso, com o objetivo de os alunos realizarem projetos em equipe. Desde então, essas disciplinas tiveram resultados muito importantes na formação dos alunos.

Na disciplina de Introdução à Engenharia, os alunos conhecem as oportunidades para formação como Engenheiro e são introduzidos aos projetos de Engenharia.

 

 

 

 

 

O túnel de vento para testes aerodinâmicos, mostrado na foto, foi projetado pelos alunos do curso de Engenharia Aeroespacial durante vários semestres. Esse túnel de vento é empregado para aulas práticas e testes de protótipos. A montagem mecânica  foi realizada por uma empresa.

Algumas notícias já foram divulgadas sobre as disciplinas de Projeto no curso de Engenharia Aeroespacial:

UFSM adquire túnel de vento aerodinâmico para projeto de aeronaves

Equipe da UFSM conquista 1° lugar em competição de Nanossatélites

Em 2019 ocorreu o 1º Workshop CDIO UFSM, que teve objetivo de mostrar a iniciativa à comunidade acadêmica e mostrar resultados nos cursos de graduação. 

A UFSM conta atualmente com diversas atividades extracurriculares para os alunos: grupos de pesquisa com projetos com a indústria, grupos de competição, empresas juniores, entre outros grupos em que os alunos desenvolvem projetos e trabalham em equipe, integrando habilidades técnicas com pessoais e interpessoais. Nas disciplinas de CPIO do curso de Engenharia Aeroespacial, os alunos são avaliados continuamente pela execução desses projetos e, ao final do semestre, devem apresentar de forma oral dos resultados para uma banca de professores. 

Atualmente, os cursos de graduação em Engenharia da UFSM estão passando por mudanças curriculares devido à atualização das Diretrizes Curriculares Nacionais. Um planejamento está sendo desenvolvido para incorporar a abordagem CDIO junto a esses cursos. A experiência do curso de Engenharia Aeroespacial com o CDIO torna mais robusto esse planejamento. Dentro das principais ações futuras são: capacitação dos professores para as normas da iniciativa CDIO, apoio aos Núcleos Docentes Estruturantes e propor melhorias para o sistema de avaliação dos cursos da UFSM. Além disso, é importante fortalecer o acompanhamento dos egressos e a comunicação com a sociedade, a fim de melhor entender as suas demandas e atualizar de forma frequente o perfil técnico, pessoal  e profissional que se deseja para os alunos.

Cursos que se envolveram na candidatura institucional:  Engenharia Aeroespacial, Engenharia Elétrica (CT), Engenharia Civil, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia de Computação, Engenharia de Telecomunicações, Engenharia de Produção, Engenharia Acústica, Engenharia Sanitária e Ambiental, Engenharia de Transportes e Logística (Campus Cachoeira do Sul) e Engenharia Elétrica (Campus Cachoeira do Sul).

Texto e imagens: comissão CDIO UFSM


Publicações Recentes