Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Pesquisa sobre o Coronavírus terá nova rodada de coletas neste final de semana



A pesquisa Epicovid19-RS, que avalia a evolução da prevalência de infecção pelo novo coronavírus no Rio Grande do Sul desde o início da pandemia, terá a próxima etapa de 5 a 8 de fevereiro. Em Santa Maria, serão visitadas 500 residências. O estudo terá ainda mais uma etapa em abril, em data a ser definida.

A partir desta rodada, a Epicovid19-RS traz um diferencial: a inclusão de um novo teste de anticorpos para a Covid-19, além dos testes rápidos e entrevistas que já faziam parte da pesquisa. Este exame desenvolvido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro foi incluído porque tem maior precisão para identificar a presença de anticorpos para o coronavírus, especialmente em casos de infecções mais antigas. 

Os entrevistadores são profissionais ou estudantes treinados, da área da saúde, que irão aos domicílios para convidar um morador para realizar exames que verificam se ele teve contato com o novo coronavírus, além de responder um breve questionário sobre sintomas e acesso a serviços de saúde, enquanto aguardam o resultado. Os entrevistadores usarão equipamentos de proteção para biossegurança (máscaras, óculos, protetores de face, jalecos, protetores para os pés) e terão um cartão de identificação. Em caso de dúvida, a população poderá pedir informações para a Guarda Municipal pelo telefone 153, ou para a coordenação da pesquisa que estará sediada no Centro de Referência Municipal da Covid.

O Epicovid19-RS se destaca por ser o único estudo populacional sobre coronavírus no mundo a realizar oito fases de acompanhamentos com a população das mesmas cidades. Ele é coordenado pela Universidade Federal de Pelotas e pelo Governo do Estado Rio Grande do Sul. Em Santa Maria, tem coordenação da UFSM, pelos professores Marinel Mór Dall’Agnol e Edi Franciele Ries, do Departamento de Saúde Coletiva e Thiago Ardengui, Pró-Reitor Adjunto de Pós-Graduação e Pesquisa. O financiamento é feito por: programa Todos pela Saúde, Banrisul, Instituto Serrapilheira,  Unimed Porto Alegre e  Instituto Cultural Floresta.

Com informações da equipe responsável pela divulgação da pesquisa

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes