Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano

Redes Sociais

Início do conteúdo

Grupo de Estudos sobre o Pós-Abolição – GEPA

Duas mãos negras rompendo as correntes que formam o nome GEPA - Grupo de Estudos Pós-Abolição

 

O GEPA

O Grupo de Estudos sobre o Pós-Abolição – GEPA, da Universidade Federal de Santa Maria, existe há mais de 2 anos, formado por professores e estudantes da instituição, em especial vinculados à Graduação e Pós-graduação em História, professores e pesquisadores externos e estudantes de outros cursos da instituição, também membros de movimentos sociais e instituições ligadas à temática da negritude e do combate ao racismo. O GEPA UFSM desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão através de encontros de leituras e estudos, realização de cursos, minicursos, oficinas, palestras, formação de professores e demais eventos abertos ao público, gratuitos, relacionados aos estudos sobre história da escravidão e liberdade no Brasil e no Rio Grande do Sul, buscando abordar de forma mais justa as histórias, trajetórias e os protagonismos das comunidades negras, historicamente vítimas de violações de direitos humanos. O grupo conta com 15 membros, sendo a maioria mulheres, estudantes cotistas da instituição e autodeclarados negros e negras. E recebe a comunidade externa em suas ações, promovendo diálogos com o Movimento Negro local.

MEMBROS

Coordenador: Prof. Dr. Luis Augusto Farinatti – Professor de História UFSM (Graduação e Pós-Graduação).

Membros por ordem alfabética:

Profª Ma. Aline Sônego – Doutoranda em História UFSM
Prof. Dr. Ênio Grigio – Colaborador Externo. IFFar Julio de Castilhos.
Felipe Farret Brunhauser – Graduando em História UFSM.
Luis Fernando Rodrigues – Graduando em História UFSM.
Ma. Franciele Rocha de Oliveira – Colaboradora externa.
Profª Gabriela Rotilli – Mestranda em História UFSM.
Profª Izadora Dornelles – Graduada em História UFSM.
Profª Helen da Silva Silveira – Graduada em História UFSM.
Jéssica Silva –  Graduanda em História UFSM.
Késsia Machado –  Graduanda em Pedagogia UFSM.
Nara Ilha Rodrigues –  Graduanda em História UFSM.
Pedro Lenz Piegas – Graduando em História UFSM e Jornalismo UFN.
Taiane Anhanha Lima –  Graduanda em História UFSM.
Vitor Vinicius Dias do Espirito Santo – Graduando em História UFSM.

OBJETIVOS

O GEPA tem como objetivo geral reunir pesquisadores e demais interessados nas problemáticas que envolvem o contexto do pós-Abolição, abarcando, principalmente, os estudos sobre as experiências de escravidão e liberdade, o protagonismo de negros e negras, as trajetórias desses sujeitos e as suas formas de resistência no cenário brasileiro, rio-grandense e santa-mariense.

Como objetivos específicos, o grupo prevê:

a) A realização de encontros quinzenais para leituras e discussões de textos;
b) Propor a integração entre os pesquisadores e suas pesquisas, através do compartilhamento de informações, experiências, avaliações coletivas das produções, compartilhamento de bibliografias, metodologias, técnicas e fontes de pesquisa; 
c) Proporcionar espaços de formação com outros pesquisadores da área, envolvendo articulações com pesquisadores de outras instituições, cidades e estados do país. Tais como minicursos, palestras e oficinas.
d) Proporcionar espaços de diálogo e formação junto à comunidade em geral, considerando a defesa da visibilidade historiográfica sobre o contexto de escravidão e pós-Abolição em nível local e das memórias sobre estes contextos. Tais como rodas de conversas, oficinas e ciclos de cinema.
e) Propor, planejar e executar ações de extensão acadêmica, considerando a importância de dialogar diretamente com os sujeitos e comunidades protagonistas das pesquisas. Nesse sentido, dialogar e propor ações junto ao Movimento Negro local, espaços negros da cidade, como os territórios negros, os clubes sociais negros, as escolas de samba, as comunidades de terreiro, entre outros. Entre as ações de extensão do GEPA, está a construção de um curso de extensão e/ou DCG junto a Associação ARÁ DUDU, membro da Incubadora Social da UFSM, além de campanhas relativas à Imprensa Negra Local.
f) Reunir e organizar acervos das pesquisas relacionadas à escravidão e ao pós-Abolição, construir espaços/plataformas de reprodução e disponibilização destes acervos em modo público, bem como promover estratégias/plataformas de apresentação e divulgação do GEPA, suas pesquisas, acervos, fontes de pesquisa e resultados alcançados. 
g) Participar de eventos na área, produzir textos e publicá-los.