Pular para o conteúdo
Português English Español Français Italiano
Início do conteúdo

Acadêmicos da UFSM foram indicados ao 16º Prêmio Destaque de Iniciação Científica e Tecnológica CNPq



O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) promove anualmente o Prêmio Destaque de Iniciação Científica e Tecnológica. Neste ano, a premiação chegou a sua 16ª edição, congregando bolsistas de iniciação científica e de iniciação tecnológica de instituições de ensino e pesquisa de todo o Brasil, inclusive da UFSM.

Para o prêmio, cada instituição pode indicar um trabalho de iniciação científica e um de iniciação tecnológica por colégio de conhecimento (Ciências da Vida; Ciências Exatas, Tecnológicas e Multidisciplinar; Humanidades), sendo que cada colégio congrega três grandes áreas, e cada grande área reúne, por sua vez, as áreas do conhecimento (leia mais sobre as áreas de avaliação). 

O coordenador de Iniciação Científica da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (PRPGP) da UFSM, Paulo Cesar Piquini, explica que a indicação dos alunos que representaram a UFSM na edição atual do prêmio foi feita com base nos relatórios finais do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) e do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Pibiti), entregues até 31 de agosto de 2018.

A Coordenadoria de Iniciação Científica comunicou aos orientadores, previamente ao período de entrega de relatórios, que aqueles bolsistas que quisessem concorrer à seleção interna deveriam enviar seus relatórios no formato definido pelo CNPq para o prêmio. Após o período final de entrega dos relatórios, foram selecionados os relatórios enviados no formato solicitado, e uma comissão composta por professores de cada um dos três colégios selecionou os melhores relatórios para representar a UFSM.

Piquini destaca que esta premiação dá especial importância ao relatório elaborado. “Algumas vezes o trabalho é bom, mas não se tem muito cuidado ou dedicação na elaboração do relatório. O relatório é uma parte importante do trabalho, pois, para estes alunos, é uma primeira experiência de relatar, por escrito, os achados e realizações científicas e tecnológicas desenvolvidos durante o período da bolsa. Escrever bons relatórios é parte importante da carreira científica”, salienta.

O resultado da premiação foi divulgado na semana passada.

Aluna de Letras fez análise discursiva do verbete “família”

A acadêmica do 7º semestre do curso de Letras – Português licenciatura da UFSM Janys Kerolyn Ballejos Cruz foi uma das concorrentes ao 16º Prêmio Destaque de Iniciação Científica e Tecnológica do CNPq, com o trabalho intitulado “A (re)definição do conceito de um verbete e a política linguística: o que é família?”.

Em seu trabalho, Janys observa que um dicionário costuma ser visto apenas como um instrumento de pesquisa por palavras e significados, sem que haja uma reflexão sobre o que mais ele representa. Dificilmente se questiona sobre o seu lugar, sua importância. Além de ser um importante instrumento linguístico da modernidade, carregando o imaginário de um lugar de completude, em que há a presença de todos os sentidos, dados como “verdadeiros”, o dicionário é também um instrumento histórico e ideológico, que proporciona diversas reflexões e análises em torno daquilo que ele oferece, os verbetes.

Partindo dessa compreensão, desenvolveu-se uma análise discursiva em torno do verbete “família”. O ponto de partida foi analisar esse mesmo verbete, em épocas diferentes, de dois grandes dicionários da língua portuguesa (o Aurélio, dos anos de 1975,1986 e 2001, e o Houaiss, dos anos de 2001 e 2015), a fim de compreender como a história de cada época estava sendo materializada, a partir da língua, nos verbetes.

Com essa linha do tempo, também foi analisado se havia uma mudança significativa de um verbete para o outro, de uma época para a outra, no que diz respeito ao modo de definição, às palavras que compõem o verbete e ao sentido cultural e social do que é família. “Percebemos que, nas definições mais próximas do hoje, a conceituação do verbete ‘família’ estava muito distante daquilo que de fato era e é uma família. As definições estavam relacionadas à união heterossexual (pai e mãe) e à visão de uma família tradicional, além da repetição da expressão ‘mesmo sangue’ em grande parte dos verbetes selecionados”, relata a acadêmica.

Janys destaca a importância de iniciativas como esta para incentivar a iniciação científica e ressalta que é com a bolsa do CNPq e com o apoio de permanência estudantil disponibilizado pela UFSM que ela consegue se manter no ensino superior.

“É na universidade que tudo começa. Como futura professora, é aqui que penso, estudo, reflito sobre novas formas de ensinar e de construir conhecimento. O país precisa de investimento na educação para crescer, para pesquisar, para produzir, para proporcionar que mais estudantes como eu, de classe baixa, possam estar aqui, na universidade, buscando um futuro melhor”, afirma.

Representantes da UFSM no prêmio do CNPq:

Iniciação Científica

Colégio de Ciências Exatas, Tecnológicas e Multidisciplinar
Título: “Desenvolvimento de um sistema de controle de tensão para melhoria da qualidade de energia na presença de recursos energéticos distribuídos”
Bolsista: Konrad Erich Kork Schmitt
Orientadora: professora Luciane Neves Canha

Colégio de Ciências da Vida
Título: “Recomendação de calagem e adubação para as principais culturas agrícolas do Brasil, através de consultas SQL e sistema WEB”
Bolsista: Henrique Alfonso Priebe
Orientador: professor Paulo Ademar Avelar Ferreira

Colégio de Humanidades
Título: “A (re)definição do conceito de verbete e a política linguística: O que é família?”Bolsista: Janys Kerolyn Ballejos Cruz

Orientadora: Larissa Montagner Cervo

Iniciação Tecnológica (somente um relatório foi enviado no formato solicitado):

Colégio de Ciências Exatas, Tecnológicas e Multidisciplinar
Título: Lâmpada LED Retrofit para aplicações residenciais e comerciais utilizando comando auto-oscilante
Bolsista: Rudimar Spannemberg Júnior
Orientador: Marco Antônio Dalla Costa



Publicações Recentes