Ir para o conteúdo UFSM Ir para o menu UFSM Ir para a busca no portal Ir para o rodapé UFSM
  • Acessibilidade
  • Sítios da UFSM
  • Área restrita

Aviso de Conectividade Saber Mais

Início do conteúdo

Grupo da UFSM disponibiliza Vocabulário da Pandemia de Coronavírus

Iniciativa do Grupo de Estudos Palavra, Língua e Discurso é considerada uma contribuição à ciência



Live de lançamento do projeto foi realizada na segunda-feira (2)
Na manhã de segunda-feira (2), em transmissão ao vivo, foi realizado o lançamento do projeto Vocabulário Temático Digital da Pandemia, organizado pelo Grupo de Estudos Palavra, Língua e Discurso (Pallind) da UFSM, coordenado pela professora Verli Petri.
 
O Vocabulário apresenta palavras, no formato de verbetes, com sugestões e definições que têm circulado em veículos da imprensa nacional no espaço digital em meio à pandemia de Covid-19. Dentre os verbetes selecionados estão “coronavírus”, “distanciamento social”, “colapso”, “imunização”, “ensino remoto”, “luto”, “medo”, “negacionismo”, “sobrevivente” e “vacina”.
 
O lançamento contou com a presença de representantes de instituições parceiras do projeto: IFFAR Jaguari/RS, IFSC Xanxerê/SC, PUC Minas, UFFS, UFPR, Unicentro, Unipampa Bagé/RS, Unochapecó, bem como de representantes da UFSM, dentre eles a coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Letras, Eliana Sturza, e o representante da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da UFSM, professor Tiago Ardenghi.
  
O Vocabulário da Pandemia do Novo Coronavírus está vinculado ao Observatório de Informações em Saúde, sob a coordenação do professor Luís Felipe Dias Lopes. O Observatório tem a finalidade de fornecer dados e informações diárias sobre a Covid-19 e auxiliar no monitoramento e planejamento das ações em saúde pública para o combate à pandemia.  
 
A live de lançamento, disponível no link, contou com a fala de alguns convidados. Cada um deles destacou elementos que caracterizam o Vocabulário e o que ele significa para os envolvidos em sua elaboração, bem como a relevância de tal ferramenta para o domínio público.
 
A coordenadora do PPGL/UFSM, Eliana Sturza, que acolheu o Vocabulário de forma carinhosa, desde o início do projeto, parabenizou o Grupo e disse sentir-se orgulhosa de lançá-lo enquanto coordenadora do PPGL. Para ela, trata-se de “uma colaboração extremamente relevante nesse momento e nesse contexto institucional, que dará uma dimensão da nossa área – das Ciências da Linguagem -, para o Observatório da Pandemia”.
 
Já o professor do IFFAR/RS, egresso da UFSM e membro fundador do Grupo Pallind Lucas Martins Flores, frisou que “somos profissionais das Letras, das Ciências Humanas e também temos contribuições à ciência”. “É pelas sugestões e definições de palavras que fazemos divulgação científica, via Vocabulário. Ao colocar no ar o Vocabulário, estamos entregando um pouco dos resultados do nosso trabalho à comunidade geral, aos brasileiros”, afirmou.
 
Ao encerrar a live, o professor Tiago Ardenghi, em nome da PRPGP, destacou a importância da ciência aberta, colaborativa, e que isso chegue à sociedade em geral. Em suas palavras, “Impacto social das pesquisas: é isso o que a gente quer no final das contas. Uma pesquisa que seja usada pela sociedade e pelas demais pessoas […] para que a gente consiga se comunicar em ciências”.  
 
O Grupo Pallind e parceiros produzem uma escrita compartilhada, todos têm papel essencial no trabalho coletivo de elaboração de verbetes, com comprometimento social e científico. O resultado é um produto advindo da ciência, produção do conhecimento, tecnologia e ensino, mas está apresentado em linguagem coloquial, é divulgação científica.
 

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes